Reckoning


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


“Então a guerra da ascensão está terminada?
A partir de agora deveremos nos contentar em sentar e ver todo o nosso mundo ser torcido e manipulado pela união porquê ‘É assim que as Massas querem’ .
Por favor!
Quem é que realmente acredita nessa piada?
Quem foi que disse que tem que acabar?
Qual o mago que ainda não sente o chamado a guerra?
Deixe-me esclarecer meu ponto de vista.
Isso não acabou ou vai acabar até que tenhamos realmente mostrado como essa bola de lama que chamamos de mundo pode vir a ser.
Todos já tentaram. Cada um procurando uma forma de enganar as massas.
Trabalhamos com a filosofia, discutimos, manipulamos.
Fizemos de tudo! Exceto o que realmente deveria ser feito.
Vamos mostrar pra eles como o jogo funciona.
Depois, após tudo ser visto, eles vão realmente saber o quê fazer.
Eu não estou falando de um plano, muito menos de uma cabala ou uma capela.
Estou falando sobre uma real organização, um esforço em conjunto.
Não sei quanto a vocês mas eu não vou deixar que um conselho inepto preso do outro lado desse universo me diga o quê fazer e quando fazer.
Eu duvido que eles tenham sequer visto como estão as coisas aqui em baixo, e não vou largar meu sonho apenas porquê eles estão velhos ou cansados demais pra levar o ideal à frente.
Interessados?
Pois bem ,punks. Hora de crescer.
Deixe-me falar como podemos mudar essa situação”.

- Excelser, Líder do Grupo Reckoning, em seu discurso de inspiração após receber uma notificação do Diácono sobre suas atividades “prejudiciais” para com os planos da capela.

Até onde um mago pode ir atrás de um ideal? É uma pergunta difícil de responder. Os magos são no fundo apenas homens. Muitos não cruzam aquela linha que separa os sonhos da realidade. Com certeza outros permanecem num estado perpétuo de idealismo, mas nada fazem a respeito.Porém ainda há os que se recusam a conformar-se com o mundo do jeito que é. São estes homens e mulheres que levam a sociedade desperta adiante. São os que lutam por seu destino, e não deixam que a vida devore sua presença em suas pequenas intrigas. Muitos diriam que todos os magos possuem, em algum nível, esta inspiração. Bem, nem sempre. A sociedade das trevas possue mais armadilhas do que aparenta, são preponderantes nesse ambiente as intrigas e os obstáculos no caminho dos iniciantes. Os mentores avisam sobre os perigos da húbris e da decadência. Eles mesmos já se confrontaram com tais males. Porém eles esquecem de avisar ao iniciado que não basta viver resolvendo problemas, não basta ser mais um batalhando para manter, a mudança é necessária. O dinamismo é parte integrante de um mago. Assim como o seu sonho, seu ideal. A marca que ele deixara no mundo. Se a sociedade desperta não aprender a valorizar a iniciativa este mundo não mais se expandirá. As infinitas possibilidades nada mais serão que possibilidades, e a verdadeira mágika, a mágika do inovar e sonhar, deixará para sempre o mago.

Neste artigo tento trazer ao Mago, uma nova chance de batalha. A tecnocracia está por cima, todo o mundo está sob seus enormes tentáculos. O WoD só traz a desesperança e o fascínio de uma possível vitória pouco consegue respirar entre tantas ameaças. Pode ser que a opressão inspire, mas a luta por um ideal possível é tão dramática quanto o esforço do herói desesperado. Que as verdades por sob o Reckoning possam um dia alcançar as massas, como a mágika um dia alcançou o mago. Em adendo a matéria sobre a noite trago um exemplo de ponto de encontro para Magi e como podemos aproveitar o conceito explorando-o a fundo.

A Torre (uma visão superficial)
A Carruagem (analise estrutural)
Ás de Espadas (Speed)
O Louco (personagens)
Toth (Brandon Loratelli)
Aliah Terrison

local original: Page of Mirrors
nome original: Reckoning
autor(es): Kaworu Naguisa
tradutor(es):

 Navegação Rápida