O chamado lupino


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


É uma noite bem gelada, tudo sereno, cheiro de calma no ar, quando de repente ouve-se um uivo estrondoso vindo da floresta que cerca o local. Então vocês vêem surgir da mata um ser assustador, com aproximadamente 2,50m de altura, parecido com um lobo gigante de pêlos totalmente prateados que no começo inspira um medo em vocês mas ele faz um sinal que indica que ele veio em paz. Ele fita cada um de vocês e vocês vêem algo impressionante, da forma bestial este ser se transforma em um homem, com uma aparência bastante elegante. Então ele os analisa com calma e fala à vocês: "Vocês magos devem abandonar estas terras, senão haverá derramamento de sangue em vão. Vão em quanto é tempo, e preservem suas pobres vidas." Antes que qualquer um possa responder ele toma a forma de um lobo e some na mata antes que possa haver um movimento de qualquer um de vocês. Então ouve-se um grito seguido de um barulho de um tiro, vindo da entrada da capela. Lá na frente encontra-se uma mulher muito atraente no chão e ela está esvaindo em sangue. Vocês ouvem ao longe um som de carro, mas não tem tempo de agir pois ouvem um pedido: "Me ajudem pôr favor". Ainda há um sopro de vida naquela mulher.

Esta mulher está muito mal e inspira confiança. Se não for curada o mais rápido possível ela provavelmente morrerá. E todos ficam com uma pergunta no ar: "quem era aquele ser e porque vocês tem que deixar a capela?"

Isto foi à algumas semanas atrás e até agora a mulher não se curou, e vocês sentem estarem sendo vigiados. Após a mulher chamada Priscila se recuperar, ela conta uma história impressionante. Ela sobre seres esquisitos meio homens meio lobos que se chamam garous. Ela fala que eles são maquinas de matar e que poderia rasgar qualquer um de vocês tão rápido que não teriam tempo de reagir. Eles inspiram precaução foi o que ela disse, e que não será fácil detê-los se algum dia precisarmos enfrenta-los. E algo dentro de vocês diz o mesmo.

Dias depois, um rapaz de roupas estranhas pele aparentemente macia olhos com um tom realmente sério entra no nodo de vocês pede-lhes algo. Ele pede o seguinte: - meus caros.

Vim aqui respeitosamente pedir para me juntar à vossa cabala .

Permitem-me???

local original: desconhecido
nome original: desconhecido
autor(es): desconhecido
tradutor(es):

 Navegação Rápida