Leviatã


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Este texto foi baseado nos trabalhos de Clive Barker, especialmente nos quadrinhos e filmes Hellraiser. Isto tornará o WoD "realmente" sombrio...

Uma outra visão do WoD

No princípio havia Leviatã, o Senhor da Ordem. Ele era o centro de seu próprio reino harmonioso e simétrico. Não havia tempo, nada podia mudar, visto que isto perturbaria a perfeição. Porém, um dia algo apareceu na fronteiras de seu reino. Leviatã examinou isto, e encontrou algo caótico, assimétrico e totalmente repugnante: a vida! A Vida caótica se espalhou por todos lugares de seu reino frio quebrando assim a ordem e a simetria. Leviatã torturou e destruiu a vida constantemente. Mas isto servia apenas para forçar a vida à reaparecer novamente em outro local.

Quando Leviatã estudou o problema à fundo, descobriu que a vida veio de outro mundo, um mundo cheio de formas de vida. Criaturas de todos os tipos afloravam lá, plantas que sobreviviam até mesmo nas condições de tempo mais severas. Não havia nenhuma ordem ou planejamento, só aleatoriedade e caos. Leviatã tinha que parar isto, e restabelecer a Ordem novamente. Percebeu que não podia destruir o mundo e a vida diretamente, mas decidiu usar meios indiretos. Começou a manipular e corromper as formas de vida, e sob seu controle uma espécie evoluiu com uma mente capaz de perceber parte da verdadeira Ordem. A Humanidade se tornou a ferramenta de Leviatã para destruir o Caos.

Desde o princípio, Leviatã instigou uma antipatia ao caos e à desordem nos seres humanos. Eles domesticaram os animais e dominaram as plantas. Eles construíram casas e mais recentemente cidades ao longo de padrões geométricos. Eles criaram leis, e feriram aqueles que as desobedeceram. Eles aprenderam sobre a ordem escondida na natureza, e desenvolveram a ciência e a tecnologia. Quando se espalharam, eles começaram a ordenar o mundo cada vez mais. Eles extinguiram os mamutes e os pássaros dodos, eles conquistaram a natureza e os outros povos. Logo eles tinham tecido uma rede de aço e concreto ao redor do mundo, numa fraca tentativa de imitar o reino perfeito de Leviatã, mas caminhando na direção certa.

Leviatã está se preparando para o grande dia quando a ordem vai ser completamente restabelecida, e a simetria ficará perfeita novamente. Ele está agindo de vários meios para provocar isto. Em uma mão, ele apóia as forças da ordem do gênero humano, como a Tecnocracia, dando-lhes o poder de esmagar toda a oposição e então tomar o controle total. Por outro lado esparrama medo, violência e caos, para fazer com que os humanos se armem. E no final, em um Armageddon glorioso, eles irão destruir a vida caótica e a si próprios, deixando para trás um mundo puro e perfeito.

Leviatã tem muitos servos. Quando começou sua grande tarefa para restabelecer a ordem, procurou seres que tinham um sentido inato para a ordem, e os purificou transformando-os em seus servos. Apesar da maioria deles ainda serem seres caóticos de carne, Leviatã disciplinou-os e os refez para serem agentes da Ordem. Muitos de seus agentes estão no mundo, mudando-o e conduzindo-o para a perfeição. Outros estão no reino de Leviatã, refazendo a carne e almas de outros desafortunados e desenvolvendo meios de aumentar os domínios de seu mestre. Alguns servos nem mesmo sabem que servem à Leviatã parecendo humanos normais a todos, até mesmo para si próprios. Outros servos sofreram mudanças horríveis quando superaram o caos dentro de si, e estão trabalhando principalmente dentro do reino de Leviatã.

A influência de Leviatã é grande em todos lugares do mundo Punk-Gótico. A escuridão, chocando-se contra os edifícios são símbolos da simetria barroca de Leviatã, e a escuridão sempre esconde padrões secretos. Todo ser humano tem dentro de si uma pequena parte que vem de Leviatã e que busca a ordem. Todas as realizações "humanas" têm sua fonte no grande plano de Leviatã, e em última instância tendem à apoiá-lo. Porém, os humanos também são seres dos caos, e seus instintos atrapalham freqüentemente os planos da ordem. Mas a humanidade tem buscado desde tempos imemoriais superar estes "instintos primitivos", e freqüentemente tem alcançado sucesso em fazer isso.

As forças opostas a Leviatã são muitas. Elas permanecem na natureza caótica da divisão e diversidade. Algumas das forças são seres atuais, outros são princípios, poderes ou só fenômenos naturais de nosso mundo. A Entropia, por exemplo, que faz com que tudo no mundo caia em desordem e aleatoriedade. As forças do caos raramente apóiam umas às outras, e freqüentemente não atuam juntas. Isto é útil para Leviatã que joga as forças do caos umas contra à outras para criar a ordem.

Um grupo associado ao caos são os lobisomens. Eles servem as forças da vida do mundo. Desde que Leviatã começou seu grande trabalho para impor a ordem sobre a desordem, os garous tentam parar isto, ou pelo menos deter o processo um pouco. Eles não tiveram muito sucesso e Leviatã os corrompeu cada vez mais: acasalando-os com humanos, assim a Ordem de Leviatã entrou em seus espíritos lentamente, e eles caíram sob sua influência. Os garous têm um pouco de compreensão sobre a luta, mas realmente não conhecem o seu inimigo. Os seus mitos sobre a Tríade, a Weaver,Wyld e a Wyrm são versões distorcidas da verdade. Na realidade, a Weaver e a Wyrm são a mesma força e a Wyld são as múltiplas forças caóticas.

Os vampiros são servos fracassados de Leviatã. É possível que ele os criou para atacar a vida, mas eles fracassaram nisso. Apesar de sua existência como cadáveres imutáveis, seu intelecto humano e a sua tendência em direção a mudança ser altamente ordenada, eles ainda contêm uma linha perturbante de caos dentro de si na forma da Besta. A maioria dos membros mais jovens ainda tem muito da desordem humana neles, mas quando ficam mais velhos eles são gradualmente purificados. O Antediluvianos e Matusaléns alcançaram um nível elevado de perfeição, e podem um dia ser usados por Leviatã para começar a Gehenna onde eles causarão a exterminação de todo o caos. Outro grupo de membros que tem uma parte nos planos de Leviatã é o Clã Tremere. O Clã é altamente organizado, e cada membro é totalmente leal ao clã. Eles são uma ferramenta perfeita no Conselho dos Sete, quem serve à Leviatã. Por outro lado, o clã Malkavian está em contato com as forças do caos, e tenta conduzir a desordem e confusão para os outros membros.

A Mágika é uma ferramenta poderosa tanto para a Ordem quanto para o Caos. Os Magos têm o poder de refazer a realidade, para o bem ou o mal. Considerando que os humanos evoluíram, alguns magos seguiram o caminho da ordem, enquanto outros o do caos. A maioria dos magos tenta fazer com que o mundo conforme-se à sua idéia pessoal de ordem, e enquanto eles não concordam de que forma o mundo deveria ser, todos acreditam na ordem. A maioria das Tradições é influenciada por Leviatã e a Tecnocracia é sua ferramenta leal. Os Verbena, Vazios e algum Oradores dos Sonhos opõem-se a ela, com pouco sucesso. A maioria dos magos não entende nada da grande luta, e a maioria dos humanos ficaria horrorizada se entendessem a verdade. Leviatã manipula os sonhos e visões dos magos enquanto seus servos se infiltram em todas as tradições. A maior parte da filosofia das tradições é influenciada por Leviatã.

A Irmandade de Akasha está se esforçando para a perfeição mental. Eles não percebem isto, mas a sua meta é superar o caos biológico dos seus corpos e ordenar os padrões de sua mentes à perfeição e refletir a simetria de Leviatã.

O Coro Celestial adora a unidade primitiva do Uno, Leviatã. Como os outros, eles não percebem isto. Leviatã os organizou em uma hierarquia rígida que espalha sua palavra pelo mundo. Eles já lutaram contra as forças do caos e desordem antes, e talvez sejam usados novamente para este propósito.

O Culto de Êxtase está presente na superfície do caos. Mas a pura e perfeita êxtase que eles buscam também é a ordem. Aquele estado mental onde tudo é enfocado ao infinito, é o reino de Leviatã. A êxtase do prazer ou da dor é pelo menos temporariamente um caminho para ordenar as emoções caóticas e experimentar, um padrão unificado. De fato, no Culto do Êxtase estão os magos mais úteis - os servos de Leviatã, podem atravessar os mundos com a êxtase. E muitos cultistas são usados no serviço do deus sombrio com a promessa de uma êxtase impossível para meros humanos...

Os Oradores dos Sonhos são os vínculos com o mundo sobrenatural. Eles são com porta-vozes das forças do caos e da ordem. Quanto mais o poder de Leviatã cresce, mais os Oradores perdem força.

Os Eutanatos entenderam a beleza da morte. Apesar deles não percebem isto conscientemente, eles estão servindo à Leviatã levando a morte aos desordenados e caóticos. Ao mesmo tempo, eles são perigosos por causa do seu vínculo com a Entropia. Leviatã está fazendo o melhor que pode para apanhá-los em sua mania homicida ou tornar-lhes seus criados.

Os Vazios são uma nova fonte de irritação. Eles causam confusão e caos, e freqüentemente atrapalham os planos de Leviatã.

A Ordem de Hermes busca encontrar a ordem escondida que está por trás de tudo, ordenando, catalogando e armazenando informação em padrões perfeitos. Eles criaram formas de mágika e conhecimento, cada um como um símbolo mais profundo do poder da ordem sobre o caos.

Os Filhos do Éter são fracassados. Cada um tem sua própria visão de perfeição, mas estão impossibilitados de aceitar a ordem maior que Leviatã está criando. As suas invenções são brilhantes mas inúteis para seu Senhor.

Os Verbena são os inimigos de Leviatã, e ele tem lutado entre si ao longo do tempo. Leviatã teve sucesso quando uso o Coro Celestial contra eles. Cedo ou tarde, ele os esmagará completamente.

Os Adeptos da VIrtualidade são as novas e brilhantes ferramentas de Leviatã para impor a ordem. Eles servem á sua visão de um mundo perfeito fielmente, e buscam criá-lo com padrões de energia e informação. Como a Iteração X, eles estão tentando transcender os laços da carne e se tornar puros seres ordenados.

Desauridos servem as forças do caos diretamente. Eles buscam desfazer os planos de Leviatã, liberando o caos dentro de todo ser humano. Ao se tornarem Desauridos, eles se livraram das garras de Leviatã, e perderam alguma parte de sua humanidade no processo. Leviatã então jogou os outros magos contra eles, fazendo com que os magos se tornassem mais enfocados em deixar o mundo em ordem. Outro grupo de magos são os Nefandi. Estes magos servem a Leviatã diretamente, e sabem a verdade. Eles viram a perfeição dele, e desejam provocar o Armageddon. Como os Desauridos, eles também perderam alguma parte da sua humanidade quando eles abraçaram a Ordem. Eles superaram a desordem e a confusão do carne, e pelo seu sacrifício ganharam enorme poder.

A Tecnocracia é totalmente controlada por Leviatã. Nenhum tecnomago suspeita disso. Mas dentro dos seus sonhos ele lhes dá ordens e inspiração. O seu ideal é um mundo perfeitamente em ordem, e eles vão criá-lo mesmo que tenham que sobrepujar qualquer pessoa que esteja contra eles. Eles já tiveram sucesso criando um paradigma ordenado, e tornando a espécie humana até mesmo mais poderosa. Eles ganharam controle total sobre a natureza, e estão refazendo-a para esta se ajustar a seus planos. A Nova Ordem Mundial está criando uma administração ordenada que nunca permitirá qualquer aleatoriedade ou caos. Os Progenitores estão pesquisando modos novos de controlar a carne e a vida. Eles estão usando métodos exatos de ciência e mágika para ganhar controle total sobre isto, e então irão usar estas descobertas contra si mesmos. A Iteração X viu a beleza fria da tecnologia, e está substituindo carne com máquinas. O seu reino de Autochtonia é um imitação do reino de Leviatã, onde todos os deuses são substituídos por Leviatã. Os Engenheiros do Vácuo estão buscando ampliar a ostentação e a perfeição do espaço onde os planetas se movem em padrões eternos de acordo com leis simples. Eles estão propagando o vazio de Leviatã para a alma da pessoas.

A Guerra de Ascensão ajusta-se aos planos de Leviatã perfeitamente. Força a Tecnocracia a conseguir poder e atacar tudo o que não se conforma à realidade. As Tradições são forçadas a dirigir os seus esforços mais para a Guerra, e menos para os seus próprios paradigmas. Mas a parte mais interessante é que Leviatã ganhará se a Tecnocracia vencer ou se contra todas as expectativas ela perder. Se a Tecnocracia ganhar, ela remodelará o mundo à sua imagem, e Leviatã terá sucesso criando um mundo de perfeição. Por outro lado, a Tecnocracia controla armas que fazem todas as armas nucleares das superpotências parecem insignificantes. Se as Tradições conseguirem ameaçar a Tecnocracia seriamente, esta usará seus poderes provavelmente para destruí-las, e o resto do mundo no processo. A única coisa remanescente será a ordem perfeita de Leviatã.

O Reino de Leviatã

Este reino, às vezes chamado de Inferno pelos humanos, é o verdadeiro mundo de Leviatã. Leviatão permanece no centro exato do reino, sem sofrer mudanças mantendo sua perfeição. As bordas do reino que fazem "fronteira" com a Periferia, o Mundo dos Sonhos e o mundo físico estão contaminadas pela desordem. Para conseguiir chegar mais perto do centro, a pessoa tem que se tornar mais e mais ordenada e eliminar toda a aleatoriedade e caos que ela possua. Para localizar Leviatã, um viajante terá que destruir todo rastro de caos nele, e no fim se tornar uma parte da simetria de Leviatã. Se qualquer pessoa ou qualquer coisa alguma vez alcançou isto é desconhecido.

As bordas exteriores do reino são usadas pelos criados de Leviatã para disciplinar a carne e almas dos condenados que eles encarceraram aqui. Eles os destroem e os reconstroem eternamente e tentam torná-los mais ordenados e no fim uma parte da ordem perfeita. Para um desavisado isto parece com uma tortura infinita, o que de fato é. Os servos acham que a dor é uma das mais puras emoções que podem ser evocadas, e pelo êstase da dor e prazer eles impõem ordem na carne. Os servos desenvolveram criativas e elaboradas formas de tortura que destruirão qualquer pessoa. Nem tudo para eles é físico, disciplinar a alma é igualmente importante à disciplina da carne. Em muitos casos, cada condenado será encarcerado em um inferno privado, projetado para ser tão doloroso quanto possível, fisicamente e mentalmente.

Nenhum humano pode compreender o reino completamente ou pode ver mais que parte da Ordem. Parecerá diferente para cada pessoa. A maioria dos humanos verá isto como um inferno horrível onde vítimas são torturados e seres grotescos se encantam com a dor e horror. O reino parece ser um labirinto infinito cheio de torturas. Este é porém só um modo simples de ver as bordas exteriores do reino onde a ordem não é aparente. Mais profundamente dentro do reino a ordem começa a ficar mais visível, e a beleza horrível de Leviatã começará a destruir a mente do espectador. A mente humana não consegue entender as verdadeiras simetrias e lógica do reino ou seus habitantes, e pouco a pouco recuará em horror.

As leis de natureza aqui estão sob o controle de Leviatã, e ele pode mudá-las como quiser. Seus criados podem suplicar a ele para ajudá-los, e se ele julgar a oração merecedora, pode mudar o mundo. Leviatã nunca permitirá qualquer coisa verdadeiramente caótica em seu reino. Não há aleatoriedade aqui, nenhuma forma de decadência. Ninguém nunca morrerá aqui, o cadáver no máximo irá gritar por toda a eternidade. Não há nenhuma vida aqui menos os condenados e os atormentadores. Não há tempo, só um eterno e doloroso agora. Não há nenhuma distância, assim o Labirinto é infinito em todos lugares.

Não é fácil entrar no reino só viajando pela Umbra ou pelo Mundo dos Sonhos. Para entrar no reino, o viajante primeiro deve criar um vínculo como a ordem primitiva de algum modo. Algumas pessoas que querem alcançar o reino, torturam a si mesmos ou à outros para criar um estado total de dor e medo perfeitamente ordenado. Outros usam o êxtase para alcançar o reino. Outro modo é total e obsessiva concentração onde a mente do viajante se concentra em uma única tarefa, como resolver um quebra-cabeça ou localizar um caminho complexo por um edifício. Este sinal de desejo alerta os guardiães que podem abrir ou não a passagem para o reino. Note que não é necessário para o viajante ser um mago para abrir o reino deste modo. Por outro lado, sair é algo muito mais difícil...

local original: Anders Mage Page
nome original: Leviatahan
autor(es): Anders Sandberg
tradutor(es): Winter

 Navegação Rápida