Percepção


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Por terem removido as vendas mortais, os extáticos clamam terem atingido percepções que vão além dos sentidos "normais". Sensualidade bruta é uma forma de Êxtase, assim muitos cultistas entram em contato com seu mundo vestindo pouco ou nada. Naturalmente, hipersensibilidade tem seu preço: Overload. Quando os sentidos se sobrepõe, um mago fica confuso. Se algo estimula ele além do limite, os seus sentidos se quebram inteiramente. Uma pessoa que torna seu estilo de vida caminhar sobre essa corda, é claro, será difícil de ser sobrepujada.

Muitos mentores iniciam seus alunos com a percepção; elas são fáceis de se entender e causam uma impressão duradoura. Logo o místiko aprende a manter esses sentidos "melhorados"ativos o tempo inteiro. O foco "ativa" qualquer efeito de esferas em primeiro nível que o personagem gostaria de usar, e ele se mantém ativado pela duração do foco. Um teste de Percepção + Consciência mostra ao personagem o que quer que suas esferas permitam-no ver.

Vamos usar Cassie como exemplo: Digamos que ela possua um ponto primórdio, tempo, matéria, correspondência e espírito. Se concentrando ela pode "ligar"qualquer um, ou mesmo todos, esses sentidos de uma vez. Isso leva pouco tempo, mas libera uma torrente de sensações. Após um tempo, aquelas percepções alteradas se tornam normais, como descrito na barra "Aquele Olhar perdido". Cassie pode manter uma ou duas percepções mágikas ativadas sem problemas, contanto que ela tenha chance de se concentrar antes.

Overload é o lado ruim; um mago extático que anda em modo extrasensorial sofre uma penalidade de +1 para todas as dificuldades nos seus testes de percepções onde seus sentidos mágikos, após o primeiro, entrariam em jogo (dois sentidos ativados seria uma penalidade de +1, três +2, etc..). Alguns kamamarga podem distrair também. Uma onda de Peyote pode abrir os sentidos mágikos mas pode obscurecer os normais, e Cassie pode confundir suas alucinações por visões místikas. Algumas vezes é apenas sua própria cabeça, mesmo se você está no culto do êxtase!

E também há a superestimulação: Qualquer barulho alto, flash de luz , corte, carícia,etc.. Vai ter o dobro de seus efeitos normais se os sentidos de Cassie estão ampliados, e podem sobrepuja-la a menos que ela consiga passar num teste de força de vontade ( dificuldade 6) para controlar a sensação. Prazer pode realmente se tornar dor dessa forma, apesar do contrário ser também verdade se ela passar no teste. Essa é uma armadilha que alguns extáticos caem: Overload pode ser uma coisa boa - muiiiiiito boa !

Ë completamente apropriado, entre outras coisa, comprar altos ranks em consciência, empatia e enigmas para personagens cultistas. A sensibilidade deles realmente lhes dão alguns insights.

local original: Tradition Book - Cult of Ecstasy
nome original: desconhecido
autor(es): Kaworu Naguisa
tradutor(es):

 Navegação Rápida