Embate Ideológico


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Doissetep 06 de setembro de 2001

Uma linha vertical de luminosidade prateada abre rapidamente dentro da Doissetep, de lá em meio a ofuscação de luz Cyper entra na Doissetep pelo portal e dirige-se diretamente a Magno. Este, sentado em uma das mesas em meio a livros e páginas escritas, olha como se já soube-se o que O Mago tinha a lhe dizer. Puxando a mágikamente a cadeira para Cyper sentar-se ele volta para os livro e fala:

- A que devo a honra da visita de Primus do Éter aqui na Doissetep? 

- Você podia ter sido mais cuidadoso ao atirar ele de volta para o portal, quase o matou! Fala Cyper irritado e sem sentar-se chega mais próximo de Magno. 

- Como você ousou a abrir um portal para trazer um Vazio em território do conselho. Não fiz mais do que minha obrigação. O conselho é formado por Nove e não dez, não podemos conspirar com inimigos da Ascensão. 

Diz Magno fechando violentamente o livro de Jargão Arcaico. O clima começa esquentar, não é sempre que um Filho do Éter enfrenta um Hermético na Doissetep. Magno levanta violentamente da cadeira e fica cara a cara com Cyper. 

- Suas desavenças com os Vazios não tem nada a ver com a missão do conselho, se ele está disposto a ajudar é um aliado. Como em pleno mundo material você pode prender-se a bobagens numerológicas. O conselho está se desfazendo, isso é uma realidade, precisamos de todos com objetivos em comum. 

Magno morde-se de raiva ao ver sua essência insultada, faíscas de energia estática eclodiam e podiam ser sentidas de ambos os lados. Mas estas foram diminuídas pouco a pouco enquanto Magno, com muita classe e sabedoria controlava-se: 

- Bem, acho que não chegaremos a nenhuma conclusão e é melhor manter seu tom de voz. Está na Doissetep, há os acordados aqui pesquisando que não precisam escutar suas blasfêmias. Próxima reunião do Conselho, convocarei uma assembléia extraordinária para decidir o que fazer com este Vazio em específico. 

Os dois pareciam querer uma solução o mais depressa possível. E felizmente o clima suavizava pouco a pouco. 

- Porém já lhe adianto, se querem manter um Outro em missões oficiais, não me importo. Mas que fique claro, enquanto precisar de unanimidade para trazer uma outra cadeira na mesa, o conselho jamais trará estes perdidos para dentro de nossas instalações. 

Disse Magno tentando chegar a uma decisão. 

- É isso que veremos na próxima convocação, espero que até lá não interfira na missão deles. Você sabe bem de quem eles são protegidos. 

Disse Cyper tentando utilizar de suas palavras com ameaça, e impedir a influência de Magno no grupo formado por Senex. 

- Não estou certo que Senex esteja certo em unir ofícios, enquanto isso não for-me devidamente explicado prefiro não me intrometer, contanto que não veja Vazios em Santuários e nodos do Conselho... 

- Certo, tem a minha palavra. Diz Cyper estendendo a mão para o Hermético. 

Mesmo sem saber eles acabavam de constituir um momento histórico na vida da Tradição. A primeira vez que alguém negociou com um Primus Hermético dentro da Doissetep. Talvez este seja o primeiro e mais importante passo para uma nova formação do até então Conselho dos Nove.

 

local original: Page of Mirrors
nome original: Embate Ideológico
autor(es): Leandro Luiz Doss Damo
tradutor(es):

 Navegação Rápida