Matheus Magalhães


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


 

O cheiro fétido dos demônios quase o deixava intoxicado. Os corpos dos seres infernais jaziam todos no chão com seu sangue negro escorrendo. Matheus bem que gostaria de purificar o local mas não tinha tempo. Beijou seu crucifixo e agradeceu a Deus pela vitória. Ele sabia que o Senhor o ajudava através de seu Avatar, seu anjo da guarda. Ele olhou para as paredes corruptas do local. Nenhum demônio escondido como podia sentir através de sua fé. É sempre muito fácil para demônios se esconderem no mundo espiritual.

Ele notava que realmente haviam seres corruptos no mundo real que viviam na casa a muito tempo pois a parte espiritual desta estava corrompida e fétida. Os demônios haviam sido atraídos para o local. Segurou sua espada e cortou o ar abrindo uma fenda onde pôde avistar o que queria. Três pessoas conversavam no mundo real. Dois homens, uma mulher. Pele pálida... vampiros... com certeza. Pediu a Deus um sinal para indicar se aqueles eram realmente mortos-vivos. As auras brilharam pálidas. Eram o que ele procurava. Nuca se cansara de caçar demônios e vampiros. Até chegava a considerar vampiros um tipo diferente de demônios, nascidos da parte mais negra da alma humana.

Levantou a espada novamente e cortou o ar horizontalmente e depois na vertical formando uma cruz que se abriu. A mulher notou Matheus saindo das sombras mas nem imaginava que ele vinha do mundo espiritual. Ele estava atrás de um dos vampiros. Ela tentou gritar mas seu parceiro teve tempo apenas de olhar para trás e sua cabeça rolou no chão separado de seu corpo pela espada sagrada do mago. A mulher tentou retirar a arma mas esta não saía do coldre. Seu anjo da guarda estava o protegendo. O outro vampiro partiu para cima dele. Era muito rápido mas Matheus podia ler seus movimentos. Ele desviou-se de todos os seus golpes e depois, com a força que Deus havia lhe dado, enfiou a espada bem no coração do ser das trevas. Ele gritou e começou a pegar fogo de dentro para fora. Em pouco tempo, suas cinzas foram ao chão.

Agora só faltava a mulher. Ele olhava o mago com raiva e mostrava seus caninos. Matheus podia perceber o que ela queria apenas olhando seus olhos. Via a mulher esperando ele erguer a espada para depois atacar. Ele segurou seu crucifixo e rezou usando o poder de sua fé. A mulher ficou praticamente paralisada e parecia estar perdendo suas forças. Sentiu seu sangue perder energia. Aproveitando-se do momento, o mago atacou sem pena do ser das trevas. Este tipo de mulher nunca mereceu cavalheirismo...

Nome: Matheus Magalhães
Essência: Dinâmico
Natureza: Mátir
Comportamento: Fanático
Tradição: Coro Celestial
Nascimento: 14/05/1702
Atributos: Força 4, Destreza 4, Vigor 4, Carisma 2, Manipulação 5, Aparência 4, Percepção 5, Inteligência 4, Raciocínio 5
Habilidades: Academia 2, Alquimia 2, Armas Brancas (espadas) 5, Armas de Fogo 2, Briga 4, Conhecimento do Território (Brasil) 3, Consciência 3, Direção 3, Direito 2, Dô 2, Erudição (demônios) 3, Erudição (vampiros) 4, Esquiva 5, Etiqueta 2, Filosofia 3, Furtividade 4, Herbalismo 2, Intimidação 4, Intuição 5, Investigação 3, Lábia 3, Manha 3, Meditação 2, Ocultismo 3, Pesquisa 3, Prontidão 4, Sobrevivência 3, Teologia 2, Xadrez 3
Esferas : Correspondência 3, Entropia 4, Espírito 4, Forças 4, Matéria 2, Mente 3, Primórdio 5, Tempo 3, Vida 2
Antecedentes : Talismã 5, Sonho 4, Destino 4, Recursos 3, Avatar 5, Aliados 2, Contatos 4, Biblioteca 2
Arete: 6
Força de Vontade: 9
Quintessência: 16
Paradoxo: 4

Qualidades e Defeitos: Propósito maior, Vontade de ferro/ Intolerância : vampiros

Imagem

Matheus é um homem alto, seus cabelos são escuros e longos e possui barba. Os olhos desse mago são castanhos e brilham como fogo quando está muito enfurecido (um efeito do Paradoxo).Seu modo de se vestir varia muito mas ele gosta de usar roupas que lhe dêem muita liberdade de movimento.

Interpretação

Você é a espada de Deus. Sua missão é proteger essas terras das incursões dos demônios e, de certo modo, vampiros são demônios, você sabe muito bem disso. Invoque a Bíblia enquanto fala, clame por Deus mas nunca pedindo ajuda, afinal, você tem que ser forte, Ele já lhe concedeu os dons necessários. Apesar dos outros terem a mania de considerar sua fé como fanatismo você sabe que não é assim pois respeita as outras religiões e ama a Deus que, segundo você, é a representação maior da Justiça.

História

Matheus não recebeu esse nome à toa. Sua família tinha fé e ele e seus quatro irmãos receberam nomes santos. Pena que nenhum dos outros tinha o dom de Deus, o dom com que fora abençoado. Desde pequeno, o garoto estudou a história de Cristo e todos os mandamentos de Deus. Sua família fazia parte da baixa nobreza da época mas não se mostrava corrupta. Sua mãe sempre o ensinou sobre religião e da importância de reconhecer a verdadeira face de Deus.
Durante muito tempo, ele assistiu seu pai servir ao rei de Portugal na colônia e até chegou a estudar e conhecer os grandes nobres em Portugal. Seu pai sempre foi fiel a todos até que um dia chegou desesperado em casa, parecia ter descoberto algo que não queria. Tudo que Matheus e seus irmãos puderam ouvir da conversa entre seus pais era sobre uma proposta que ele recusara e que deveriam partir depressa para que não fossem pegos pelo demônio. Sendo o mais velho, Matheus fez seus irmãos se acalmarem e eles resolveram tomar providências para se proteger sem saber muito do que.
Os próximos dias, eles passaram fugindo mas não adiantou nada. Em uma das estalagens em que estavam, eles foram alcançados. Um homem bem vestido e uma mulher muito bonita apareceram. A mulher, que parecia ser a líder, logo se aproximou de seu pai e o jogou no chão com força descomunal. Ela bateu em todos e riu. Fez com que seu pai bebesse seu sangue e assistisse sua mãe ser estrupada e feita de objeto sexual para outro homem. Durante os próximos dias, eles ficaram presos à mercê de seus captores. Seus irmãos, um por um, passaram por humilhações ainda maiores, sofrendo com o que um homem mais deveria temer. Mas quando chegou sua vez, um anjo apareceu. Esse anjo lhe ensinou o caminho para fugir fazendo com que o garoto invocasse uma força gigantesca que fez com que seus captores ficassem atordoados até que ele fugisse.
Durante os outros dias, o ódio ardeu em seu coração. Ele queria salvar seus irmãos mas não sabia como. Foi então que o Coro Celestial apareceu. Esses magos chamaram por Matheus e lhe ensinaram o que deveria saber sobre magia. Ele contou o que acontecera com sua família e eles resolveram ajudar. Chegaram tarde demais. Quando Matheus chegou, encontrou sua mãe louca, seu pai e dois irmãos mortos, o outro havia sido dominado pelos demônios. Ele destruiu seu irmão e levou sua mãe embora sem ter podido achar seus captores.
A mãe de Matheus morreu louca sem que ele pudesse ajudar. Ela sofria de terríveis pesadelos e nem reconhecia seu filho estando sempre com medo e nem podia ser tocada. Ele sofreu com ela cada momento e pediu a Deus que ajudasse sua alma a descansar em paz. Então o anjo apareceu novamente (esse anjo é seu avatar) e lhe deu uma missão. Deveria trazer justiça divina mas primeiro deveria se fortalecer. Apenas quando o sinal chegasse, ele deveria voltar e lutar, na hora certa.
O Coro Celestial percebeu que seu mais novo membro tinha grande espírito de luta e o deslocou para caçar demônios. Ele passou a pesquisar seres de outras dimensões e a procurar por estes. Descobriu que seus captores eram um demônio e uma vampira. Depois de cem anos de caça, destruiu o demônio, mas ainda não podia matar a vampira, o anjo não havia lhe dado permissão.
Devido ao uso de magia, Matheus conseguiu prolongar muito seu período de vida. Ele se preparou sempre para lutar. Quando o anjo reapareceu, viu que estava na hora de começar a ir atrás dos vampiros. E ele foi, em nome de Deus.
Foi com a ajuda de outros magos que ele eliminou muitos vampiros, não importando facção, Sabá ou Camarilla. Não demorou para que entrasse na lista negra das duas seitas. Matheus continuou a procurar pela vampira que fizera sua família sofrer tanto. Depois de muita investigação e de destruir alguns mortos-vivos importantes descobriu quem era a tal mulher. Ele a destruiu após arrancar as respostas do que havia acontecido. Foi então que seus problemas com os vampiros pioraram. A mulher era a Senhora do atual Guardião Toreador que logo colocou Matheus na lista dos mais caçados.
O mago não ligou muito para isso. Tudo que queria era continuar vingança. Atualmente, seu direito de caça está com os Ventrue devido ao assassinato de importantes peões e carniçais que os serviam em vários lugares do Brasil. Várias capelas Tremere também estão ajudando o Guardião Ventrue por trás das cortinas pensando que ele não sabe pois Matheus representa para eles mais ameaça do que a Camarilla possa imaginar. Ele sabe que eles haviam invocado o demônio que seduzira a Toreador assassina de sua família e que o mestre daquele demônio agora está a solta devido a um erro dos feiticeiros Tremere.
Matheus não é só um caçador, mas também um dos membros mais ativos do Coro Celestial sendo que só não está entre os líderes do Coro Celestial no Brasil devido a sua agenda. Ele ajuda muito a Ordem dos Guerreiros de Cristo e tem três discípulos para treinar sendo que um já é um Adepto.

Talismã : Espada da Luz de Cristo
Este talismã é uma das maiores armas de Matheus. Quando ativado, provoca dano agravado e tem um total de 3 dados para anti-magia. Quando usada para atingir criaturas do mal (vampiros com humanidade menor que 7, demônios e servos da Wyrm), seu dano é dobrado.

Rotinas mais usadas : Matheus gosta muito de acabar com a energia do sangue dos vampiros mais poderosos. Usando Primódio 4, Forças 2, Matéria 1, Vida 2, Entropia 3. O vampiro não poderá usar seus pontos de sangue para mais nada, nem para se sustentar. Ele também gosta de usar Entropia 3, Correspondência 2, fazendo com que se torne bem mais difícil de ser acertado enquanto luta. Mesmo seus golpes são difíceis de serem esquivados. Ele usa Tempo 2, Entropia 3, Mente 3 para perceber os ataques dos vampiros antes que eles os comecem e praticante anula a rapidez deles

local original: Trevas do Brasil
nome original: desconhecido
autor(es): desconhecido
tradutor(es):

 Navegação Rápida