O Culto a Excratakali


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


O Fluxo Santificado

Este culto sombrio tem suas origens localizadas antes dos anos 70, quando um Mago Hermético barabbi ofereceu unir sua alma com a de um demônio secundário. Porém, ambas as partes, na pressa de assegurar uma posição dominante depois da fusão, corromperam tanto o ritual que, enquanto a essência do demônio era absorvida pelo mago, a mente do mago era completamente destroçada pelo Demônio.

Atualmente, o mago acredita que é Excratakali, a Mãe do Fluxo Santificado. Ele... er... ELA juntou um grupo de leais Satanistas intrigados pelas suas promessas de segurança e poder. O culto conta atualmente com 3 Consortes (os "Escolhidos" do culto) e 11 Assistentes (o "rebanho" santificado de Excratakali), todos sob a liderança do próprio ou própria Excratakali. O culto fica escondido na zona rural de Oklahoma; mas suas atividades já chamaram a atenção de autoridades locais e certos Nefandi. O culto usa uma variedade de rituais Herméticos, mantras hindus, sob o som de Heavy-Metal, sacramentos de coprofilia, raptos de crianças, e qualquer outra coisa que Excratakali exija, como meios de adoração

local original: Anders Mage Page
nome original: The Marauders Papers
autor(es): DJ Babb
tradutor(es): Winter

 Navegação Rápida