Mistura no World of Darkness


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Agora, vocês me vem com a clássica e nebulosa pergunta: eu posso misturar os cinco sistemas de Storyteller, e como eu faria isso? Ahhhhhh, aí é que mora o perigo, porque tem muito mestre por aí com anos de jogo ainda fazendo merda atrás de merda quando chega a hora de colocar um Wraith numa aventura de Werewolf, por exemplo! A questão é tão crítica que a White Wolf está seriamente considerando a hipótese de levar Changeling e Wraith para uma outra linha de jogos, separando-os do restante do World of Darkness, dadas as diferenças entre eles e os outros jogos. Muita gente realmente considera Wraith um jogo de sofrimento e danação totalmente incompatível com o resto. E o Changeling (que na minha opinião é muitíssimo foda) então? Aquela coisa onírica, fantasiosa, o mundo dos sonhos... o que diabos teria a ver com o Vampire? Bem, enquanto tudo continua do jeito que está (mais novidades sobre a separação eu trarei em breve), vamos ao que viemos: os crossovers entre os livros e diferentes personagens do Mundo das Trevas. 

Primeirão: quer evitar confusão? Caro mestre: a sua aventura é de Vampire? A ênfase é nos Vampiros? Que diabos, porque aquele único mago NPC precisa ter uma planilha baseada no Mage? Faça uma planilha de Vampire, com os poderes equivalentes aos de Mage. Claro que é legal você conhecer a história e a organização dos magos (em especial como as diferentes tradições se relacionam com os vampiros) e tudo o mais, para não sair dizendo asneira pros players. Mas evite complicação, por favor! Apesar de ser o mestre, você também está aí pra se divertir, e não pra esquentar a cabeça com um milhão de livros para consultar ao mesmo tempo! O exemplo vale para todos os cinco livros, caso você não tenha percebido!

Agora vem o grosso da história: vamos começar com o Vampire, abordando a questão do Abraço. Abraçar um lobisomem é muito complicado, e na maioria das vezes, acarreta a morte do lupino. Mas, o azar pode acontecer. Para ver se o lobisomem foi vampirizado e se tornou a criatura conhecida como Abominação (Abomination), faça o seguinte: role a Gnose do lupino vítima. Se ocorrerem sucessos, o lupino morre sem dor. Se ele não obtiver sucessos, o lupino morre sentindo uma dor muito intensa. Só se ocorrer uma falha crítica é que ele se tornará esta criatura metade lobisomem metade vampiro, que é uma fudida na vida: caçado por vampiros, rejeitado e caçado por lobisomens, e, apesar de ter os poderes de lupino, eles vão estagnar e não vão mais se desenvolver, e nenhum espírito vai ser besta de ensinar-lhe qualquer gift. Na maioria das vezes, o lupino enlouquece no processo... Quanto às outras raças de licantropos, o fato de ser ou não vampirizados varia de caso para caso. Os Bastet (homens-gato) por exemplo, podem ser transformados em vampiros, mas a custa de perda massiva de muitas habilidades e gifts. Os Magos também podem ser vampirizados, é claro! Vampirize um e o infeliz vira um mero vampiro. O avatar dele vai pro saco, e ele fica incapaz de usar a verdadeira magia, a mágika. Um simples néofito, é o que ele será. Um mago pode ser, no máximo, um ghoul. Ele continuaria usando a mágika e ainda ganharia benefícios de vampiro, MAS este é um hábito considerado repulsivo entre os magos (e é muito perigoso pra sua saúde, se alguém resolve ficar na sua cola!). Estes ghouls especiais também são caçados pleos outros vampiros, que não vão pensar duas vezes em usá-los para seus propósitos.

Vampirizar um Wraith é algo, no mínimo, ridículo. Porra, o infeliz não tem mais corpo físico, como diabos vai ser vampirizado? E um changeling, se vampirizado, morre na hora, porque sua alma vai sofrer a banalização máxima! Em se tratando do Mage, um lobisomem jamais poderia ser um mago, porque um Garou já nasce como uma criatura "desperta". Eles não podem usar esferas de mágika simplesmente porque uma espécie de avatar primitivo que eles usam para defender Gaia lhes permite usar poderes espirituais, considerados mágika estática. Além disso, um lobisomem está limitado aos poderes que Gaia lhe dá, enquanto um mago depende única e exclusivamente de suas habilidades, de sua criatividade e de seu conhecimento. Só um mago se fode quando altera substancialmente a realidade. Da mesma forma, um lobisomem jamais poderia ser, ao mesmo tempo, um changeling. Changelings são almas de fadas fundidas numa alma humana e num corpo humano. Um lobisomem é uma alma de Garou num corpo de Garou. Um lobisomem não é um ser humano normal, não esqueçam, mas uma raça tão ancestral quanto a nossa.  

E um mago, pode ser um changeling? Não, porra! Pensemos: os poderes das fadas também são de natureza mística, e , para efeitos práticos, as fadas também são criaturas "despertas". Ótimo, até aí, você entendeu? Agora, o além-túmulo: os wraith. Um vampiro só pode se tornar um wraith se não tiver sofrido diablerie ou então se não tiver alcançado o Golconda (ver Dicionário de Vampire) antes de bater as botas. Os Garou, na maioria das vezes quando morrem, ou reencarnam ou então se juntam aos seus ancestrais (alguns até se tornam espíritos-ancestrais), sem apegos ao mundo material. Mas algumas vezes pode acontecer, em especial com os lobisomens com algum toque da Wyrm. A aparência que os lobisomens tem na Umbra depois de morrerem e se tornarem wraith varia conforme o que o personagem sempre pensou sobre si mesmo, pois a aparência é meramente psicológica para um espírito. Nada impediria um wraith de um Garou de assumir a forma de Crinos, mas seria unicamente a forma, sem a força ou resistência do mundo físico.

Quanto aos amigos magos do Fanboy, desde que eles não tragam seu Avatar durante a viagem, eles também podem perfeitamente se tornar wraith. E só um changeling morto por ferro frio se torna um wraith. Agora, um aviso a todos os quatro seres sobrenaturais: ao se tornar um wraith, você é meramente um wraith, e vai ter de se desenvolver lenta, gradual e dolorosamente como todos os outros. Sem disciplinas, esferas, dons ou o raio que o parta! Tudo se perde durante a passagem...

Bem, creio que era mais ou menos isto. Eu, se fosse você, daria já um Ctrl+P e guardaria esta folha impressa no fundo do coração, porque se você quiser arriscar mestrar misturando os personagens do World of Darkness, vai ter de decorar estes detalhes. E se você for um player pentelho, vai valer a pena pegar no pé do mestre por causa de uma ou outra escorregadela, diz aí? :)

Abraços!

PS: Todas as informações aqui contidas são tiradas dos livros e das seções de FAQ da White Wolf. Portanto, saibam que eu não tô inventando nadica de nada

local original: desconhecido
nome original: Mistureba no Wod
autor(es): desconhecido
tradutor(es):

 Navegação Rápida