O Presente


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


O cenário de Mago é a Terra, nos dias atuais. Tudo é igual ao que você conhece... ou não? Os céus são apenas um pouco mais escuros com a poluição, as crianças de rua são um pouco mais magras a ponto de serem chamadas de desnutridas As ruas são lugares perigosos povoados de "ladrões de galinha" e "ratos de rua" que quebrariam seu pescoço por uma caixa de agulhas, e talvez até por menos. O uso de drogas e o abuso de crianças é bem maior. O mundo é decididamente mais horrendo, e todo mundo sabe, mesmo que inconscientemente ,que em breve virá o Acerto de Contas .

Nele, você é um mago, um artífice da vontade. Você possui o poder de causar alterações no tecido da Realidade. Como um místiko das Tradições, você luta contra a Tecnocracia pelo direito de alterar realidade como você quiser. A Tecnocracia quer negar a você esta habilidade.

Esta é a Guerra da Ascensão, e uma vez que sua alma mágika abre os olhos e Desperta, você se torna um soldado nas trincheiras das guerras da realidade.

O Passado

Na Idade Média e antes dela, a realidade não era tão estática quanto ela é agora. As lendas sobre quimeras, dragões e fadas eram mais que apenas lendas. Elas eram reais. Os dragões eram abundantes e o cavaleiro que via um unicórnio branco podia ter certeza que isto não era um efeito da "bebedeira" da noite anterior.

A Ordem de Hermes regia a realidade européia. Eles cantavam em línguas místikas e escreviam através de códigos procurando pelos segredos do universo. Eles compartilhavam a Europa com o Coro Celestial, que acreditavam que seus poderes vinham de uma entidade como Deus, e os Verbena, os bruxos pagãos. No Extremo oriente, os Irmãos de Akasha batalhavam contra o magos da morte indianos (os Eutanatos) pelo controle do paradigma, e em todos os outros lugares,os xamãs aconselhavam seu povo e lutavam guerras espirituais. A realidade era definida pelas crenças, e com tantas pessoas acreditando em tantas coisas místicas diferentes, a realidade era tão fluída quanto um rio de corredeiras.

Porém uma facção do Coro decidiu que com uma realidade tão fluída um dia as pessoas iriam começar a ferir a si memas, desta forma eles começaram a solidificar a realidade. Eles se autodenominaram "Ordem de Razão" e aboliram a graça e flexibildade das antigas poções alquímicas deixando em seu lugar métodos científicos mais sólidos. Eles introduziram o Renascimento e o tempo das descobertas científicas. Com um grau maior de instrução, mais pessoas podiam ler e absorver o que a Ordem lhes dizia, começando a acreditar em uma única palavra. Assim a maioria dos Adormecidos passou a desacreditar que cânticos em latin eram capazes de realizar "milagres", gerando Paradoxo com isso. A realidade se tornou um gêiser que espirrava água fervente quando alguém tentava mudar seu curso, reagindo na forma do Paradoxo. Os Magos nunca haviam precisado lidar com o paradoxo antes!

Com paradoxo criando um enorme problema e uma Ordem agindo rapidamente, as Tradições não tiveram muito tempo para reagir. Elas eram extremamente desorganizadas e brigavam entre si mesmas para provar quem estava "certa". Até os Herméticos, os mais organizados sem sombra de dúvida, não podiam coordenar qualquer tipo de ataque contra a Ordem porque suas Casas estavam muito ocupadas lutando entre si! Com isso a Ordem venceu.

Agora a Ordem chama a si mesmo de Tecnocracia. O "jogo" já está quase ganho, mas as Tradições Místikas, tentam manter a tocha acesa. Cada avanço científico coloca a lâmina mais próxima da garganta de uma das Tradições. A busca do poder pessoal e a luta contra a Tecnocracia é o tema principal de Mago: a Ascensão.

local original: desconhecido
nome original: desconhecido
autor(es): desconhecido
tradutor(es): Winter

 Navegação Rápida