Caçadora do Sobrenatural


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


História:

você teve uma infância fácil. Seus pais eram amorosos, e seus dois irmãos mais velhos eram carinhosos com você. Vivia uma vida confortável de classe média, nada de essencial lhe faltava.

Mas alguma coisa deu errado. Aquela vida monótona não era para você. Queria ação, novas experiências. O sobrenatural sempre a atraía, você brincava de brincadeira do copo constantemente. Sempre foi espoleta, esperta e muito perceptiva. Na escola, desde cedo começou a andar com caras mais velhos, e aos 13 anos já fumava. Pintou o cabelo de mais cores que você consegue lembrar, colocou piercings por todo o corpo, assim como tatuagens caóticas. Como se fosse um talento nato, mesmo sendo mais nova, você comandava as amigas, e fazia dos homens com que saía o que quisesse. Suas brincadeiras e aparência lhe renderam o apelido de "bruxa", apesar de ser disputada pela sua beleza. Seus pais achavam tudo aquilo um absurdo, seus namorados cabeludos e amigas extravagantes algo horroroso, mas a toleravam, assim como você os tolerava, mesmo os achando "caretas". Seu melhor amigo era você mesmo.

Foi quando aquela experiência horrível aconteceu com você. Ao voltar de uma festa agitada, regida a bebida e drogas pesadas, você encontrou sua casa aberta. Assustada e com medo, você procurou pelos seus pais e irmãos. Mas o que encontrou foi um homem vestido de terno preto muito elegante. Ele dizia que você tinha futuro, e queria que você fizesse parte do "grupo" dele. Um tanto afetada pela bebida, perguntou pelos seus parentes. "Eles não voltarão mais", foi o que ele disse. E estendeu a mão. É a última coisa que se lembra daquela noite.

Hoje você tem 21 anos e vive com esse homem a 5 anos. Seu nome é Benjamim, e ele a trata como uma filha. O relacionamento entre vocês é bom, e ele ensina a você coisas fantásticas. Seu trabalho é de investigador paranormal, e ele parece querer ensiná-la tudo o que ele sabe. Nunca mais viu seus pais, mas por alguma razão não sente falta de sua vida anterior. Benjamim parece ser tudo o que precisa, apesar de você nunca ter visto seu "grupo" e ele ser bastante misterioso e estranho. Ele tem um conhecimento sobre ocultismo incrível, e ensina muita coisa a você. Logo, ele disse, lhe ensinará uma última lição, uma que dará a você tudo o que precisa para ser poderosa.

Mas Benjamim acaba de viajar para o exterior. Negócios, ele disse. Não deu uma data de volta, mas isso não importa a você. O trabalho tem de continuar, e você sabe fazê-lo muito bem. Está chegando perto de muitos segredos importantes. E você ADORA isso!

Moradia e Estilo de Vida:

Você vive numa enorme mansão num bairro rico de New York que mais parece um castelo. A mansão tem um criado chamado Herald e duas faxineiras que cuidam da limpeza. Vivem com vocês também dois pastores alemães que parecem mais espertos e fortes que a maioria dos cães normais. Você também dorme de dia e trabalha apenas de noite, onde pesquisam atividades paranormais, como casas mal-assombradas, magia negra e bruxaria.

Interpretação:

Sua vida é fantástica. Sempre cheia de suspense e coisas estranhas. Bem longe da monotonia em que viva anteriormente. Não importa onde seus parentes estão, mas devem estar bem. Você é muito corajosa, não tem medo de ir fundo nas coisas e se arrisca até demais. É curiosa com relação a fatos estranhos e sua vida como investigadora a ensinou a ver algo de sinistro em tudo. Isto a deixa sempre atenta e com um olhar penetrante. Seus modos são um tanto rudes, mas firmes e ainda femininos. Determinação e força de vontade são seus sobrenomes. Quando você quer algo, você obtém. Não há ninguém que não possa ser subjugado, persuadido, manipulado ou até mesmo seduzido por você.

Mote:

"Olhaqui seu guarda, só vou falar uma vez. Eu quero entrar nessa casa, e quando eu quero algo, eu consigo. O suicídio que houve aí ontem à noite foi estranho, não foi? Como um homem bem sucedido como ele poderia fazer uma coisa dessas? Bem, você sabia das companhias dele? Não? Pois eu sabia. Não, não me venha com essa de ‘Chamar meu superior’ que ele não acreditaria em minhas palavras. Só eu posso esclarecer esse caso. Então, se você tem algum senso do que é certo, deixe-me entrar e resolver esse assunto. Afinal, eu posso deixar os créditos para você... Ambos lucramos assim, não? Obrigado. Sabia que podia contar com sua ajuda. Não vai se arrepender, homem da lei."

Objetos pessoais e Características Físicas:

Cabelos lisos, negros e curtos, rosto pálido e olhos castanhos, estatura mediana, batom vermelho provocante, roupas pretas, tatuagem no pescoço de um escorpião e nas costas da mão de uma rosa, maço de cigarros e isqueiro, BMW preta, bloco de anotações, celular. 300 dólares no bolso e uma .45 automática. Tem uma expressão de inocência no rosto (apenas aparente), seus olhares estão sempre atentos a tudo. Um andar ereto e superior, seus movimentos são ágeis e graciosos, seu sorriso é irônico e desafiador.

local original: Grupo de notícias Mednet
nome original: desconhecido
autor(es): Moisés Andrade Júnior
tradutor(es):

 Navegação Rápida