Investigador Particular


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


História:

Você sempre foi fã de filmes policiais, onde o detetive ficava em sua sala, com os pés em cima da mesa, enquanto uma linda loira ia pedir ajuda a ele. Na sua infância, sua mãe morreu num acidente de carro inexplicado. Seu pai lhe era como um estranho em casa, e você passou metade de sua vida num internato católico. Não se importava com isso, o internato não era tão ruim, mas tinha pesadelos constantes com sua mãe. Ao voltar para casa, com 18 anos, descobriu que seu pai havia matado sua mãe e ficado com uma fortuna enorme, e você nem imaginava que sua mãe pudesse ter tanto dinheiro. Ele desapareceu. Revoltado, arrumou um emprego de policial e quando se tornou detetive de polícia, resolveu abrir um negócio por conta própria. E aí está você, fotografando casos de adultério e procurando cachorros perdidos. E nada de loira nenhuma aparecer.

Seu pai foi encontrado morto por você quando tinha 21 anos. Havia sangue por todo o lado. Ele se tornara um traficante de drogas influente, e fora assassinado brutalmente, retalhado por todo o tórax. Pelo menos os pesadelos com sua mãe sumiram. Ultimamente, você tem investigado casos de assassinatos brutais e desaparecimentos misteriosos por conta própria, e logo chegará perto de uma conclusão qualquer. Algo que você nem imagina o que seja...

Moradia e Estilo de Vida:

Você mora num apartamento pequeno ao lado do seu consultório, que fica num bairro super barra pesada. O lugar perfeito para seu trabalho. Você tem uma namorada, a sua secretária Rachel, e vocês se dão muito bem. Sua casa é simples mas arrumada, graças a ela, que vive com você e cuida dela muito bem. Sua vida é "básica", e vocês conseguem viver relativamente bem juntos. O prédio onde mora é alvo de picaretas de todos os tipos, desde consultórios de advocacia fajutos até empresas de filme pornográficas.

Interpretação:

Você não agüenta mais tanto tédio. Gostaria de uma vida mais agitada, mas tem medo que isso prejudique Rachel. Você a ama mais do que tudo, e o seu amor é retribuído igualmente. Sem a Rachel, você não conseguiria enfrentar o mundo. Ela é sua confidente, amiga, tudo. Seus modos são sarcásticos e irônicos, e você já se acostumou com a violência, sabe o que deve fazer e o que não deve para se sair bem no lugar onde você mora. Não deixa ninguém mexer com Rachel, você nunca se responsabiliza pelos seus atos nessas horas. Você tem pena das condições de vida das pessoas e do modo com que elas a enxergam. Justiça com as próprias mãos se aplicam a você de vez em quando. Dar uma de Batman às vezes não faz mal a ninguém. Profissional, você nunca deixa um trabalho para fazer, e quando assume riscos mais altos, sempre cobra um pouco mais. Gosta também de pensar um pouco antes de agir, e nunca toma ações precipitadas sem saber se é seguro. O fato de perder Rachel é mais forte que tudo, o que não deixa-o arriscar a vida constantemente.

Mote:

"Sim, sim... Você é o cara que eu estava procurando. Prazer em conhecê-lo. Sou detetive particular, e vim aqui para ferrar você atrás das grades. Nada particular, claro. Apenas o meu trabalho. Quer uma dica rapaz? Largue essa vida de contrabando. Você pode pensar nisso enquanto estiver na cadeia."

Objetos Pessoais e Características Físicas:

Cabelos lisos, caindo nos olhos, olhos castanhos escuros e sem brilhos, rosto moreno e barba a fazer, corpo avantajado, sobretudo bege antigo, boina. Roupas simples e jeito "pesado" de andar. Olhos sombrios e mãos fortes. Seu carro é um popular, mas bem cuidado, caderno de anotações, laptop com ferramentas de arrombamento eletrônicas, ferramentas de arrombamento normais, uma .45 automática num coldre ocultável no peito, e em casa, um rifle, um .38 e outra .45. Tem 50 dólares no bolso, 20 cartões de apresentação e 29 anos.

local original: Grupo de notícias Mednet
nome original: desconhecido
autor(es): Moisés Andrade Júnior
tradutor(es):

 Navegação Rápida