A Mágika


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Como os Desauridos vêem a mágika? E por que eles não sofrem de Paradoxo? Aqui estão algumas teorias:

Os Desauridos vêem o mundo de forma ligeiramente diferentemente dos magos normais. Os Magos normais tendem a ver o mundo de um modo ego-consistente, baseados principalmente em conceitos das suas Tradições e em experiências pessoais. Todas as coisas acontecem por algum motivo, e embora às vezes possa ser difícil de achar as verdadeiras causas, elas existem em algum lugar. Um mago pode manipular a realidade e obter mudanças previsíveis em resposta, contanto que o mago execute sua mágika corretamente. Os Desauridos não concordam. Eles não acreditam que a realidade faça sentido ou deveria se comportar em qualquer padrão previsível. Não existe sentido em se especular por que algo acontece, embora às vezes existam explicações aparentes. Um desaurido faz mudanças na realidade que podem ou não responder aos seus desejos. Às vezes o resultado é completamente diferente, às vezes é mais útil que o efeito o mago tinha pretendido no princípio

Este modo alternativo de ver as coisas faz com que os Desauridos sejam muito diferentes dos magos normais. Primeiro, a sua perspectiva faz com que pareçam completamente loucos a todo o resto das pessoas. Todos os humanos normais (inclusive magos) pressupõem que as coisas deveriam fazer sentido pelo menos algumas vezes, não só se comportando quando elas querem. Se uma pedra começa a voar, isto deve ter sido causado por algo (como um ato de mágika). Um Desaurido não tenta descobrir o porque, somente aceita o fato.

Considerando que os Desauridos alteram realidade da mesma forma que os outros magos, a sua aceitação dá à realidade muito mais liberdade que a habitual, e as pedras podem começar a voar nas redondezas de um Desaurido poderoso só para diverti-lo. Estes efeitos aleatórios não são muito controláveis, mas tendem a refletir o modo como o Desaurido vê coisas. Se um Desaurido está nervoso, efeitos violentos acontecerão (janelas se quebrando, insetos asquerosos que aparecem do nada e coisas que pegam fogo), e se o Desaurido está feliz, efeitos divertidos tenderão a acontecer (vozes engraçadas soam do nada, objetos inanimados se movem e pessoas incomuns aparecem). Estes são de fato os mesmos tipos de efeitos subconscientes que cercam muitos magos, embora muito mais fortes e comuns. Magos herméticos tendem a causar coincidências herméticas ao seu redor, Decaídos espalham a obscuridade com sua passagem e tudo fica mais racional e eficiente ao redor de tecnomagos.

O poder mais famoso dos Desauridos é sua imunidade ao paradoxo. Isto não é de fato verdade. Os Desauridos sofre do Paradoxo do mesmo modo que os magos normais, mas a diferença principal é como eles lidam com isto. Magos normais temem, e tentam controlar o Paradoxo. Os Desauridos o aceitam como uma parte da vida e não se preocupam com a forma que ele toma. Eventos ilógicos são simplesmente uma parte da vida para eles, assim as falhas ocasionais do paradoxo ou a retaliação sofrida não é nada incomum. Esta aceitação torna os Desauridos mais seguros ao Paradoxo. Na maioria da vezes, o Paradoxo não irá ferir o Desaurido, ele apenas causará mudanças estranhas ao seu redor. Quando ataca o Desaurido, realmente não o fere, ele apenas o deforma mais ainda, deixando mais louco. Os Desauridos não tentam distinguir Silêncios e Reinos do Paradoxo da "realidade normal ", eles lidam com os Espíritos do Paradoxo da mesma maneira que lidam com espíritos normais.Retaliações ocasionais são uma parte da vida, e podem ser desfrutados. De fato, muitos desauridos são "depósitos de paradoxo", juntando grandes quantias de paradoxo e lançando-o então só para ver o que acontece.

Outra coisa em que os Desauridos acreditam é que as Esferas não trabalham de um modo normal. Os efeitos que acontecem geralmente não são compatíveis com os efeitos que o mago pretendia (por isso os Desauridos nunca pretendem nada com sua mágika). Eles têm geralmente o mesmo resultado, e na maioria da vezes fazem isso do modo mais estranho possível. Isto parece depender da profundidade do Silêncio do Desaurido, como uma regra geral os efeitos ficam mais misteriosos a medida que mais paradoxo ele acumula. Um Desaurido em um Silêncio muito profundo que tenta criar um relâmpago contra alguém pode criar uma nuvem de confete colorido com as cores do arco-íris que ataca e mata o objetivo

A Contramágika dos Desauridos também funciona de modo diferente da normal. Desauridos não tentam resistir à mágika como a maioria dos magos, eles buscam deformá-la antes que ela os acerte. A sua contramágika, se tem sucesso, transformará o efeito simplesmente em qualquer outra coisa (pelo menos parcialmente). Se um mago ataca um Desaurido com um ataque elétrico, o Desaurido poderia responder com contramágika de Vida. Se o Desaurido tem sucesso, a descarga se manifesta como um pombo. Um sucesso parcial criará algo intermediário, como um pombo correio que ataca o Desaurido.

local original: Anders Mage Page
nome original: Marauder Magick
autor(es): Anders Sandberg
tradutor(es): Winter

 Navegação Rápida