O Instituto Böhm


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


O instituto é uma das melhores organizações devotadas ao estudo da neuroquimica no mundo. Foi fundado em 1889 pelo famoso (e controverso) neurologista Konrad Böhm para o estudo de desordens neurais e seus tratamentos. Através dos anos ele serviu tanto como sanatório para pessoas ricas quanto como laboratório de pesquisa neurocientífica.

O que não é completamente aparente é que ele é mantido pelos Filhos do Éter. Konrad Böhm estava convencido de que manipulando a corrente eletroquímica do cérebro qualquer doença mental podia ser curada, e seus sucessores (o Instituto hoje é mantido pelo se neto, Frank Böhm) continuaram sua pesquisa neuroquímica além da imaginação. Ao mesmo tempo o Instituto teve muita cautela para manter sua respeitabilidade científica e muitas das pesquisas produzidas lá hoje são conhecidas em todo o mundo. De fato, muitas vezes magos Progenitores visitaram o instituto e se surpreenderam com o serviço impecável que é desenvolvido lá.

O Instituto fica localizado nas imediações da cidade de Genebra (apesar de possuir vários escritórios e pequenos laboratórios na cidade) em um pequeno prédio branco com muitos anexo sendo ladeado por um belíssimo jardim. É confortavelmente pequeno e lá dentro cada um conhece todo o restante do pessoal. No último andar é onde o Dr. Böhm reside, no segundo andar ficam os laboratórios e no primeiro a recepção. Nos vários anexo moram os riquíssimos pacientes (as salas se parecem mais com um hotel do que com um instituto neurológico) em adição a mais alguns laboratórios.

As pesquisas realizadas aqui são dirigidas para abrir as portas da neuroquímica de várias formas. Um dos uso, é claro, é tentar a cura de doenças como esquizofrenia, depressão, Mal de Parkinson, e Mal de Alzheimer, mas outros estudo são feitos para fazer com que a mente humana encontre um caminho para utilizar todo o seu potencial. Os pesquisadores encontraram certos hormônios que fazem com que os neurônios enviem sinais de forma mais rápido, possibilitando aumento de inteligência, e uma droga psicoativa que parece facilitar o entendimento da realidade dinâmica por parte dos adormecidos. O próprio Dr. Böhm está envolvido em um projeto em um projeto para controle total do centro hipotálico, esperando encontrar um meio de controlar todos os instintos primitivos escondidos no cérebro humano, desde sexualidade e raiva até o sentido temporal

local original: Anders Mage Page
nome original: desconhecido
autor(es): Anders Sandberg
tradutor(es): Winter

 Navegação Rápida