A Sociedade da Luz


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Este grupo, fundado durante a era Vitoriana, representa um dos grupos mais incomuns entre os tecnomagos. Ela foi fundada pelos Filhos do Éter e outros membros da tecnocracia para criar uma nova era de iluminação, onde o pensamento e a ciência racionais resolveriam todos os problemas. Seus membros eram cientistas, engenheiros e políticos influentes, e seu propósito era espalhar estes ideais para a sociedade. Eles queriam criar uma irmandade tecnológica, apenas com a pura intenção de guiar os adormecidos e aconselhar os governantes.

A Tecnocracia teve a iniciativa, e muito Filhos do Éter juntaram- se ao projeto. Entretanto, assim que começou a revolução industrial sustentada pelo projeto a tecnocracia começou a achar que seria muito mais fácil controlar uma irmandade tecnológica sem nenhuma cerimônia e reconhecimento oficial simplesmente tornando a ciência mais inacessível para os adormecidos em geral. Entretanto, um pequeno núcleo continuou a manter a sociedade, apesar do fato da maioria dos membros terem saído. A sociedade da luz continua até hoje, como uma organização ativista aos olhos da Tecnocracia. A maioria dos membros são cientistas e engenheiros adormecidos, que a vêem mais como uma ordem fraternal (um tipo de maçonaria para técnicos, como alguém a descreveu um dia) do que uma organização dedicada.

A sociedade da luz é organizada de maneira Maçônica, com alojamentos ou " templos da sabedoria " perto de grandes universidades grandes ou de outros centros científicos. A maioria dos alojamentos são pouco mais do que os "clubes dos homens" ligeiramente exclusivos, onde os membros podem se encontrar para relaxar, discutir matérias do interesse e geralmente do interagir com profissionais com os mesmos ideais . Entretanto, alguns dos velhos rituais ainda são mantidos. Os membros encontram-se em cerimônias no templo vestindo togas brancos, e executam-se cerimônias e rituais dedicados à razão, à ciência, ao humanismo e à luz. Os quartos do templo tem piso geralmente branco, e são muito iluminados. A lâmpada é o símbolo de tudo na sociedade: a ciência e a tecnologia usadas para iluminar e ajudar o povo.

A sociedade tem uma outra função importante. É um lugar de reunião entre tecnocratas e filhos do éter. Nas confortáveis salas de projeto, eles podem encontrar-se e discutir qual à melhor forma de ajudar a humanidade enquanto tomam um drink. O ambiente relaxado da maçonaria tecnológica faz com que ambos os lados se lembrem que tiveram a mesma origem, e faz com que esqueçam temporariamente de suas diferenças. Dá-lhes também uma possibilidade de relembrar os dias daqueles bons tempos, antes que os burocratas e os fanáticos tornassem o mundo esta insanidade.

local original: Anders Mage Page
nome original: desconhecido
autor(es): Anders Sandberg
tradutor(es): Winter

 Navegação Rápida