Falhas


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Embora os Iteradores Iluminados sejam pioneiros da consciência, aprimoradores da tecnologia humana e da ciência material, os Ciphers e Kamradas da Convenção merecem pouca consideração. Um Cipher falho ou um Kamrada incontrolável podem esperar se tornarem aparelhos de teste para novas tecnologias. Obviamente, o processo de se transformar em um HIT Mark ou num organismo controlado ciberneticamente semelhante retira a humanidade e a vontade própria; por esta razão, as unidades de combate da Convenção são ao mesmo tempo úteis e apavorantes. Embora alguns Iteradores apóiem as injustiças perpetradas na humanidade com sua tecnologia, a União como um todo oferece pouca oposição: Os Cidadãos agora estão preenchendo seus papéis na defesa da humanidade melhor do que fariam como indivíduos rebeldes e cheios de falhas. Pior ainda, até aqueles poucos Programadores com a consciência para resistir aos aspectos desumanizadores de sua Convenção descobrem rapidamente que o Computador e seus servos têm outros objetivos em mente. 

Muitos dentro da Iteração X, especialmente aqueles que recordam dos seus dias como os Artífices, se preocupam com o rumo que a Convenção tem tomado ultimamente. Eles temem que a tecnologia tenha se tornado mestra da Iteração X, ao invés de sua serva. Os Programadores de Pesquisa raramente se preocupam com o efeito que suas novas criações terão. Para uma Convenção que ainda professa acreditar em melhorar a vida humana através da tecnologia, esta é uma mudança atormentante. O Computador também assusta muito um antigo Artífice: Fato desconhecido por muitos fora da Iteração X, todos líderes humanos da Convenção até se capitularam à sua criação misteriosa. Os Iteradores no Círculo Interno se tornaram pouco mais do que embaixadores do Computador. A maioria dos Controladores faz relatórios regulares para Autoctonia. Somente alguns cabeças de Constructos retêm suas autonomias; tais indivíduos são geralmente aqueles cujas designações antecedem às do Computador e que têm sido habilidosos, fortes e sortudos. Pessimistas se perguntam se o Computador realmente entende os humanos, e quais são seus planos realmente, agora que ele é o governante incontestado da Iteração X. Os Paranóicos pessimistas se perguntam se a Iteração X realmente criou o Computador ou se ele é alguma coisa a mais mascarada como uma máquina. Eles também especulam se sua verdadeira natureza pode ser revelada pela Ciência Dimensional que ela nega aos seus servidores.

local original: White-wolf
nome original: Technocracy Guide
autor(es): desconhecido
tradutor(es): Dr. Orlando

 Navegação Rápida