Casa Thig


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Nomes: Thigs, Crucible Thig, As crianças, Juventude de Hittler

Uma jovem casa de Tecno-herméticos que utilizam a tecnologia para focalizar suas artes, não era de se esperar que a casa Thig tornasse-se a agencia de inteligência da Ordem. Apesar dos Ruby Children (nome retirado de sua principal cabala ) sentirem falta da força bruta, eles possuem a incrível capacidade de adivinhar os objetivos tecnocratas e os seus movimentos, o que os torna espiões indispensáveis... e , infelizmente, alvos de suspeita por parte do resto da ordem. 

Baseados em machester, Inglaterra, Thig se originou em !762, fundada por Joseph Ryelander, um órfão. Após 42 anos liderando um secto mistiko baseado nas teorias herméticas, Ryelander recebeu o convite para entra na ordem sob o nome Ruby Children (criança rubi). Naquela época o seu grupo era composta de uma pequena cabala de ocultistas órfão pedindo por proteção. O conselho os largou na Ex Miscellanea e esqueceu-se do caso. 

No século seguinte, Ryelander fundou outras duas cabalas semelhantes, uma ( emerald children) em Providence, rhode island, e outra (diamond Children) em Philadelphia, Pennsylvania. A palavra "Children"(criança) vem do pensamento de Ryelander de que todos os magos são crianças mexendo com o trabalho de deus. Durante a renascença do ocultismo no final do século 19 ambas as cabalas criaram vínculos com os adormecidos e se espalharam pelo país. 

Enquanto isso, Os Ruby Children arriscavam-se realizando missões de reconhecimento e sabotagem por seus aliados Janissaries - e mergulhavam e águas profundas da política hermética. Em 1846, após a cabala ter destruído e revelado dúzias de operações de espionagem tecnocratas, o Mestre Careon Mustai, bani Janissary, fez um eloqüente discurso a favor deles no Grande Tribunal. Graças ao seu grande apoio político , o conselho reconheceu as três cabalas de Ryelander como Casa Thig, um nome em enoquiano que significa "Crianças"e "vingança". A mudança enraiveceu alguns outros magos da casa miscellania, assim como a promoção da casa Shaea iria fazer um século mais tarde; Thig não argumentou e esperou seus críticos esquecerem. 

Na época em que Ryelander se dividiu da própria casa em 1877, Thig já tinha perdido duas das cabalas americanas para ataques inimigos. Os ruby childrens originais recuaram para o doissetep e mantiveram-se sob as asas protetoras dos Janissaries e se tornaram os espiões e emissários da ordem, um trabalho que continua até hoje. 

Enquanto restabeleciam seus sectos místicos perdidos na América , os Children tornaram-se amigos dos adeptos da virtualidade e filhos do éter. Quando ambos os grupos romperam com a tecnocracia , Thig convenceu os Janissaries ( mais tarde os Fortunae) a apoiarem as novas tradições. Isso garantiu a casa um grande trunfo- uma gratidão quase que infinita dos filhos do éter e adeptos. Com isso os Thig garantiram sua posição de mestres herméticos da Tecnomágika... uma posição cada dia mais valorizada.

Filosofia: Thigs canalizam suas artes através da tecnologia; porém, como beneficio da doutrina hermética, eles estão menos interessados em princípios científicos do que na posição simbólica da tecnologia para a humanidade - um significado que poucos Etéreos e adeptos entendem. Num nível mais mundano, eles parecem praticar a filosofia social de "não se esquente, ignore." Como muitos dos que se utilizam dos newsgroups eles surfam obsessivamente pela net. Thigs podem carregar uma mágoa por décadas. Se você ofender um pode ter certeza, cedo ou tarde, ele vai dar o troco.

Estilo: A mágika Thig utiliza-se de fórmulas herméticas de baixo nível, o tipo de formulae usado por ordens como a Golden Dawn. Eles, ao invés, utilizam-se dessas rotinas disfarçadas em formatos de modems e aparelhos eletrônicos, revelando seu profundo entendimento, e subversão, da sociedade tecnocrata. Casas mais antigas ainda conjuram suas mágikas de terra, fogo, ar e água; Thigs preferem os elementos do mundo moderno; Carros, conceitos, plástico e televisões. Esse conhecimento não é apenas acadêmico; Thigs entendem espíritos modernos de forma que poucos xamãs conseguiriam. Os pactos que eles tem formado com espíritos do vidro, metal e da rede permitem que eles ganhem vantagens sobre seus inimigos - mesmo, alguns dizem, os Herméticos. Combinando símbolos de eras passadas com maquinário moderno, os Thigs estudam Ars Mentis e Essetiae como seus aliados Janissaries porém dão as velhas ars uma nova direção e forma. A maioria dos Thigs acha o ocultismo (tanto o verdadeiro ocultismo quanto a versão fantasiosa diluída entre os adormecidos) fascinante; A casa como um todo mantém uma rede de sectos adormecidos com os quais troca segredos e conhecimentos místikos.

Objetivos: Os objetivos conhecidos dos thigs incluem ganhar um assento entre os diáconos da Ordem no doissetep; porém os jovens lideres da casa terão que crescer e amadurecer muito antes disso. Inimigos ferrenhos da tecnocracia, os thig concentram sua raiva sobre um constructo específico na Comnet international (baseado em Brulington Ma, com escritórios regionais em Londres). A origem dessa cisma não é muito clara, mas tem haver com alguns experimentos com avatares de vítimas inocentes.

Organização: Unidos como podem, thigs não trabalham anônimos nem solitários. Grandes pressões políticas - Normalmente geradas pela Casa Janissary, Os Adeptos ou os Etericos - normalmente moldam as ações de vários Cliques. Esses cliques normalmente são motivados mais por política do que por decisão própria, sendo manipulados e manipulando seus aliados. Um líder emerge- Normalmente aquele mais "Legal", que conhece mais Janissarys, sabe mais mágikas , pode recitar mais Paracelsius e tem a melhor aparênica. (ao contrário dos vazios os Thigs não se vestem de forma gótica tendo um visual mais nerd e sendo ávidos estudiosos viciados em pesquisar e criar novas rotinas mágikas) O líder dá sua opinião e o resto da Cabala apóia. Deve ser notado porém que a liderança muda quase que mensalmente. O corrente líder da Cabala central do doissetep dos Ruby Children é um jovem rebelde chamado Altimeas Cowling. Uma divisão recente deixou Sharad Osei, inicialmente pertencente aos Ruby Children, como líder dos renascentes Emerald Children em Providence, enquanto Beulas Frith deixou a casa para começar novamente a cabala dos Diamonds Children em Pennsylvannia.

Iniciação: Os Thigs encontram seus candidatos principalmente entre membros rejeitados dos Janissaries e pacientes de shock da tecnocracia que acabam por despertar durante o tratamento. Todas as três cabalas admitem magos de outras tradições , desde que eles renunciem a todos os seus antigos contatos. Iniciados Thigs estudam vigorosamente para se manter atualizados perante seus companheiros. É considerado "uncool" não saber as últimas teorias do ocultismo e previsões. Após um tempo especificado- dependendo enormemente do mago que trás o novo candidato- O magi recebe a missão de roubar informações de um site seguro tecnocrata. O candidato é aceito caso ele consiga cumprir sua missão sem comprometer a segurança da cabala.

local original: Tradition Book Order of Hermes
nome original: desconhecido
autor(es): desconhecido
tradutor(es): Kaworu Naguisa

 Navegação Rápida