Focos


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Os Oradores dos Sonhos acreditam que a energia de Gaia é reunida em cristais naturais. Gemas não lapidadas e outros minerais detêm um significado especial para alguns grupos dos Oradores dos Sonhos. Às vezes, os membros mais jovens colocam seus cristais e pedras em jóias, mas a maioria carrega uma sacola de couro cheia de pedras soltas. Variações incluem: ossos, cinzas, runas ou varas.

A música é um foco comum para a mágika de Espírito, os tambores são o tipo mais comum de instrumento utilizado. Dependendo da crônica, o nível de Expressão de um mago pode limitar sua habilidade de invocar Esferas com este foco, como no caso do Coro Celestial e do Culto do Êxtase.

Cada Orador dos Sonhos junta seu próprio conjunto de penas para usa em suas mágikas. Mestre do Espírito viajam para as profundezas de reinos da Umbra, como Pangéia (veja Umbra Velvet Shadow ou Lobisomem: O Apocalipse) para coletar penas deste espíritos poderosos.

local original: Livro das Sombras -  1ª edição em português
nome original: Focos das Tradições
autor(es): Phill Brucato
tradutor(es): Marcel Murakami Iha

 Navegação Rápida