Ofícios e Disparatados


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Antigamente, não havia grupos formais de magos, somente pessoas Despertas que praticavam sua visão pessoal de magia – geralmente para beneficiar suas tribos ou a si mesmos. Com o tempo, estas pessoas trocaram idéias e formaram grupos de praticantes com idéias semelhantes. Atendendo ao chamado, alguns destes grupos se uniram para formarem o Conselho e se tornaram conhecidos como as Tradições. Alguns escolheram a trilha da tecnologia e se tornaram os Tecnocratas. Aqueles que escolheram não se envolverem com a Guerra da Ascensão foram aqueles cujos estilos e magia eram tão baseados culturalmente que eles não tinham nenhum interesse no conflito. Estes grupos se tornaram os Ofícios, também conhecidos como os Disparatados. No pensamento de muitos magos das Tradições, magos dos Ofícios eram considerados pouco mais do que magos limitados. Eles eram inferiores, desinformados e sem vontade de carregar nos ombros sua parte da luta pela Ascensão. No pensamento deles, os Ofícios eram preocupados com assuntos locais, ou eles praticavam magia com métodos que os outros consideravam estranhos. Eles não viam necessidade de se unirem com aqueles que eles tinham tão pouco em comum. Eles só queriam ficar sozinhos para praticar magia nos moldes de obrigações a cumprir dos seus ancestrais e ascendentes. Eles não pediam ajuda para as Tradições, e nada iria acontecer.

Agora, tudo mudou. Dizimados pelos ataques da Tecnocracia, cambaleando por causa da sabotagem do seu modo de vida e muito desorganizados para contra atacarem efetivamente, agora os Ofícios se encontram em extinção ou forçados a se unirem às Tradições simplesmente para sobreviverem. É uma realização amarga saberem que sua própria visão fracassou e terem que se perguntar se eles podem passar algo do que eles acreditavam àqueles de quem eles um dia recusaram a se juntar. E eles também se perguntam – quanto tempo até que as Tradições também sejam destruídas?

Ahl-I-Batin

Magos na América do Sul

Verdadeiros Tremere

local original: Page of Mirrors
nome original: desconhecido
autor(es): desconhecido
tradutor(es):
revisor(es):   Aumentar letras Versão para imprimir Diminuir letras Enviar matéria

 Navegação Rápida  Aumentar letras Diminuir letras Tamanho da Letra