Almas Negras


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


"Não venda sua Alma para um demônio. O que é isso. Nunca ouviu falar de protecionismo. Venda para mim para que possamos aumentar nosso comércio. Afinal, nossa realidade tem que ser mantida."  

A América do Sul sempre foi um lugar onde os espíritos são abundantes. Esses muitos espíritos acarretaram e acarretam um grande perigo para a humanidade. Para ajudar os humanos a lidarem com os espíritos e demônios das matas, apareceram os Almas Negras. Sempre mestres ao lidar com os anhangás e qualquer um que tentasse roubar as almas dos homens, eles aprenderam a enganar e a agir sorrateiramente.

Os Almas Negras nunca foram reconhecidos pelas outras tradições sempre sendo comparados com os servos de Pituna-Puxi ou aos Nefandi que já existiam por aqui. Mas eles nunca serviram nenhum espírito do mal. Aqueles da tradição que venderam sua alma logo foram eliminados por seus colegas ou pelos demônios que os haviam seduzido. Os Almas Negras sempre se consideraram como os próprios demônios no sentido de enganar e fazer pactos. Eles tornaram os anhangas seus aliados utilizando os mesmos métodos que estes usavam, mentira e ilusão.

O objetivo dos magos dessa tradição é trazer o benefício do mal para a humanidade mas sem causar destruição, sem afetar as almas dos humanos, sem corromper. Eles querem destruir todos que sejam fracos, aqueles que se deixam seduzir pela promessa de poder dos anhanga. A vida de um Alma Negra é árdua pois ele deve suportar tentações e as direcionar para um bem melhor. Seus aliados são também seus mais prováveis inimigos.

Nenhum membro dessa tradição gosta de ser comparado com os Nefandi mas eles sabem usar isso para seu próprio proveito e suportam firmes o que seu trabalho acarreta. Mesmo todas as ofensas não os deixam baixar a cabeça, principalmente quando um ancião de alguma das tradições vem procurar por seu conhecimento e ajuda.

Uma recente investida dentro da igreja católica provocou atrito entre eles e o Coro Celestial mas eles não ligam. Estão aprendendo a lidar com os demônios estrangeiros e ajudando os anhangas a espantá-los.

Filosofia : Engane, minta mas mantenha sua alma limpa. Deixe os outros pensarem que sua fachada é sua verdadeira natureza. Use a todos mas continue suja vida pois é assim que a magia corre. Suas mentiras e ilusões é que afetam o paradigma.

Estilo : Hoje em dia, os Almas Negras possuem estilos variados. Alguns estão ligados à macumba e candomblé, outros ainda usam os velhos métodos indígenas. Alguns descobriram o estilo hermético e se adaptaram a ele. É bem normal o uso de palavras e nomes em suas magias, mais comum ainda a invocação de nomes de espíritos seguida de provocações para que eles ajudem e depois saiam dessa realidade.

Esfera : Espírito

Iniciação : Sempre que um Alma Negra é iniciado, ele passa por um grande teste onde vários membros da tradição aparecem para o tentar. Caso ele resista às tentações e prove o quanto pode manipular demônios, ele passa no teste.

Organização : Os Almas Negras costumam se reunir em círculos. Existem seis tipos de círculo. O primeiro é onde estão os onze líderes da tradição e comanda toda a América do Sul. O segundo círculo possui o nome do país onde se situa. Existe um para cada país da América do Sul. O Segundo Círculo do Brasil é composto por dezessete magos. Os terceiros círculos costumam ser formados pelos magos mais poderosos de cada região espiritual listada pelos Almas Negras. São apenas os mais velhos dessa região que formam informalmente esse círculo. Os mais jovens podem dar suas opiniões para eles. O quarto círculo costuma se formar para julgar algum assunto importante e é escolhido pelos membros do terceiro círculo da região. Os chamados quintos círculos existem dentro das cidades e estão sempre ao comando de um Nodo principal ali. O sexto círculo só existe quando alguns magos da tradição se reúnem, são a versão deles da cabala. Toda essa organização dos Almas Negras é bem informal mas eles costumam dar grande respeito a isso que vem se fazendo desde de longos anos.

local original: Trevas do Brasil
nome original: desconhecido
autor(es): desconhecido
tradutor(es):

 Navegação Rápida