Vida


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


A Vida é mais importante do que qualquer coisa nessa existência pois sem ela mais nada pode existir realmente.

A vida sempre foi sagrada entre muitos povos da América do Sul, mesmo com os sacrifícios feitos. Em grande parte, quem ajudava a manter esses respeito era a tradição conhecida como Vida. Mestres em rituais e magia que poderiam tanto acabar com a pior das doenças quanto destruir uma pessoa com um pensamento, eles aconselhavam seu povo.

Não se sabe quem foi o fundador da tradição. O que se tem idéia é que sua primeira cabala apareceu no que parece ser o centro exato da América do Sul. De lá, seus magos se espalharam e começaram a ensinar sua doutrina em todas as partes deste território. Muitos ainda insinuam que eles são uma facção divergente dos Mpauaima mas seus líderes negam.

Sem se importar com as críticas eles continuam seguindo sua filosofia de manter a vida a todo custo nem que para isso seja necessário matar outros. Eles acabam por formar um paradoxo quando se trata desses preceitos mas não ligam para opinião alheia. Eles punem qualquer um que desrespeite a vida de qualquer modo. As penas de morte só são oferecidas em último caso mas os castigos deles são piores. Vários criminosos já acabaram suas vidas transformados em árvores, animais ou mesmo tetraplégicos por crimes contra a vida e todo o ciclo. Os Vida não gostam muito da idéia de magos que se mantêm muito tempo fora do ciclo da Mãe-Terra. Eles costuma  permitir que um mago viva no máximo até duzentos anos e depois, este deve se deixar levar pelos espíritos da deusa mãe. É isso que fazem os líderes dessa tradição.

O respeito que esses magos têm com qualquer tipo de vida é impressionante mas eles logo perdem isso com quem machuca a vida. Eles não são apenas curandeiros, apesar de se sempre procurarem por magias desse tipo. Eles são guerreiros e representantes da Mãe-Terra em todos os seus aspectos.

Os Vida possuem pactos com habitantes poderosos do mundo espiritual. Eles podem chamar por esses espíritos para ajudá-los quando precisarem. Isso garante um poder secreto e garantia de segurança em alguns reinos espirituais. Dizem que o líder da tradição é um espírito poderoso com seu próprio reino onde muitos Vida vão para treinar sua magia.
Atualmente, o principal inimigo dessa facção é a Pentex. Suas informações sobre a empresa são gigantescas e eles não consideram os fomores como representantes da vida portanto, eles acabam logo com essas aberrações. A tradição já perdeu muito na luta contra a Pentex mas continua firme em seu trabalho e já teve vitórias que fariam qualquer Garou abaixar seu focinho.

Filosofia : Tudo nesse mundo depende da vida e devemos fazer com que essa se mantenha até que a própria deusa deseje que ela se acabe. O homem, ou qualquer outra criatura não animal,  não tem o direito de roubar a vida. É nosso dever proteger a vida para que a magia continue.

Estilo : A mágika dos Vida está profundamente ligada ao conceito da vida e do ciclo da Mãe-Terra. Eles usam de tudo que possua uma fagulha de vida para canalizar seu poder. Na maioria das vezes isso diz respeito a seu próprio corpo. É comum eles usarem alguma coisa como folhas, bastões de madeira e coisa do tipo como focus.

Esfera : Vida

Focos comuns : bastões de madeira, seu próprio sangue, plantas, folhas

Organização : Eles se reúnem a cada seis meses em uma das grandes fontes(capelas) da tradição ou pelo menos costumam manter um contato espiritual durante a reunião. A cada seis anos, TODOS os membros da tradição se reúnem em um reino espiritual onde seu líder se encontra, um poderoso espírito cujo nome não é revelado. O nível do mago se diz de acordo com seu conhecimento da vida e dos processos que se encontram. Portanto, quanto mais velho e maior seu conhecimento nas esferas da Vida, Entropia, Tempo e Matéria, maior seu nível na ordem.

Iniciação : A maioria dos Vida é bem observada antes de poder ser iniciada na tradição. Quando são escolhidas passam por um ritual que lhes mostrará a importância do ciclo e lhes oferecerá conhecimento de seu funcionamento.

Acólitos : qualquer um que respeite a vida

Conceitos : médicos, ecologistas, biólogos

local original: Trevas do Brasil
nome original: desconhecido
autor(es): desconhecido
tradutor(es):

 Navegação Rápida