Magos na América do Sul


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Vai ser legal escrever essas coisas aqui e passar alguns de meus segredos adiante, principalmente por que estamos mesmo precisando de aliados. Assim como os meus parceiros, eu espero que saibam usar estas informações que aqui coloco. Pode não aparecer muita coisa, mas com o tempo as informações aumentarão.

Tudo bem!! Pode ser que muita coisa escrita aqui não seja aceita. Isso só depende de você, eu passo as informações segundo as ordens que recebo e pronto. O resto é contigo. Se quiser usar isto contra nós, use (pessoalmente, eu não aconselho). Nosso chefe, Sombra-da-Terra, é um demônio indígena de pouco mais de oitocentos anos, acho que não será problema enfrentar ele. Esqueça também do nosso grupo, Os Guardiões da Eternidade. Somos formados por cerca de trinta seres sobrenaturais espalhados pelo país (Brasil). Quem anda junto com Sombra-da-Terra somos eu, Marcos Alexandre, Sussurro-do-Silêncio, Peri, TecNOlouCO, Ernandes, Luantá e mais algumas almas. Mas chega de falar no nosso grupo.Vamos falar das malditas informações que tenho que passar.

As Tradições

Existem outras tradições na América do Sul. Algumas são bem diferentes daquelas vindas da Europa e outros continentes. Ocorrem algumas brigas com as tradições estrangeiras freqüentemente. Minha tradição, os Almas Negras, quando não está brigando com os Eutanatos, está se engalfiando com alguns Nefandi revoltados. Problemas e mais problemas!

Existe uma tradição que está insistindo em controlar as outras. Não é bem controlar mas sim liderá-las para uma batalha. São os chamados Inti-uiana. Esses magos louvam ao deus do Sol, Inti. Como todos os seres que têm servido a este celestino, eles querem liderar os seres desta terra para uma revolução, derrubando os invasores. Talvez isso aconteça quando o Apocalipse chegar. Sei lá. os líderes da minha tradição não estão gostando muito da idéia de se unir a estes magos. Eu não vejo nenhum problema nisso já que tentaremos apenas aproveitar o que for necessário para nós e depois nos livrarmos. Isso implica em usar os Inti-huyana para ajudar a derrotar os filhos de Satã, Lúcifer, os Eutanatos e os Nefandi. Só!

Aqueles chamados de Mpauaima (coisa que nem aprendi a pronunciar direito até hoje) não estão nem ligando. Estes caras se dizem eternos como a vida, como a Mãe-Terra. Se continuarem tão apáticos, sua eternidade vai durar pouco, pouco mesmo. Os caras até que sabem muito e entendem bastante de magia. Dizem que todas as ordens da América do Sul vieram desta. Eu não acredito muito nisso mas fazer o que, né? Os Mpauaima valorizam a vida em todos os seus aspectos. Seu poder só tem diminuído devido a sua calma e apatia. Alguns membros mais jovens da tradição já começam a lutar contra isso. Acho que vai acontecer como antigamente. Se os velhos não eliminarem esses jovens, ao invés de ser uma facção dos Mpauayma, tornar-se-ão uma nova tradição. Os líderes do Mpauaina deverão dar uma boa modificada na tradição se não quiserem ir parar em Kuara.

Os chamados Irmãos do Céu já entendem mais do assunto da guerra que tá por aqui. Sabe como é que é, tem que ter gente acordada para ajudar. Pena que nós não sejamos aliados, por que eles insistem em seguir os malditos Jurupari e Aba-Tupã e nós seguimos os Anhangá. Mas isso acontece, cara. Quando eles não estão rivalizado com os Almas Negras, estão no pau com a Ordem de Hermes ou até mesmo em verdadeiras discussões com o Coro Celestial. Dã, dã, dã. Acho que eles não têm muita coisa na cabeça procurando tanta encrenca.

Para qualquer problema, tão aí os Santos da Morte. Não que os caras louvem a morte ou que realmente sejam santos. Sei que eles vieram dos Andes, só pra encher o saco. Eles foram os responsáveis pela criação das múmias por esses lados de cá.Vivem falando em preparação para o verdadeiro encontro com Pituna-puxy (o Mal, a Corrupção, sabe como é, aquela Wyrm dos cães chapados) e seus guerreiros. Dizem que o grande sacrifÍcIo deverá ser feito, que os guerreiros do Equilíbrio deverão estar preparados. Confio muito nesses caras não mas fazer o quê?

Almas Negras...quem ouve o nome até pensa que é o bicho papão. Não é bem assim. Minha tradição (que não vejo a um bom tempo), procura tomar as almas dos fracos e dos inimigos para alimentar o mundo de Anhangá, Kuara. A maioria dos nossos não vende a alma para os Anhangá e sim, faz pactos de fidelidade. Vendemos as almas dos outros. Manter as nossas puras é um teste feito pelos líderes. Quem vende a alma, logo é enganado pelos Anhangá e não dura muito. Nós fazemos o possível para eliminar os invasores do nosso território, sempre deixando mais lucro para a tradição.

Ops, tava esquecendo dos Vida. Só uns caras que insistem em guardar a vida com todas as energias. Acho que eles são um grupo que se desviou dos Mpuaima mas outros dizem que esta tradição é bem velha. Sei lá, vamos deixando né. Eles só enfrentam a tal Pentex, às vezes outros magos que não tão afim de seguir o ciclo da vida. Acho que vou ter problemas com eles em pouco tempo.

Existem outras minúsculas tradições na América do Sul. Com o tempo eu vou acrescentar algumas. O quê? Oradores dos Sonhos? Sim! Tem alguns deles por aí que são nativos mas nada mais. Muitas das tradições locais são confundidas com eles. Quanto as outras tradições? A Ordem de Hermes está bem localizada em todas as cidades grandes desta parte do continente. Apenas não conseguem muito acesso no Peru e Colômbia. Eutanatos penetram cada vez mais em culturas como candomblé e outros. Verbena ficam por aqui e ali, viajando e conhecendo as matas mas preferem o Sul do Brasil, Chile e Argentina. Irmandade dos japa? Hum! Os Irmãos de Akasha são caras legais, eles chegam, não incomodam, quando querem agir, são nossos amigos. Às vezes eu chego a duvidar da honestidade deles. Os Adeptos da Virtualidade ganham cada vez mais espaço por estas bandas e os Filhos do Éter ficam mais nas bases militares como o ITA e universidades.

Tecnocracia

Eu tenho pouco para falar da Tecnocracia. Ela enche o saco! Muitos dos homens daqui são mais poderosos do que aqueles dos gostosões lá do norte. Ao contrário daqueles filhos da... do norte (desculpe), os tecnocratas brasileiros enfrentam uma verdadeira guerra entre seres sobrenaturais e são forçados a depender mais de suas próprias forças. Muitos daqueles que seriam Homens de Preto, são agentes do exército ou coisa parecida. Outros são chamados de Sociais devido às roupas sociais que suam ao invés do terno de preto (seria burrice usar terno preto neste calor). Os Caras do Óculos, aqueles obtusos que andam de óculos escuros até durante a noite, também incomodam.

Os principais agentes tecnocratas estão instalados nos governos dos países que na verdade não valem nada e fazem de tudo para aproximar-se das bases tecnocratas do norte. Os Sindicato e a Nova Ordem Mundial (NOM) lideram isso como ninguém. Primeiro colocaram o dólar na Argentina e depois a NOM instalou o real no Brasil. Sei não, mas a NOM desses lados daqui não se parece tanto com aquela do norte. Uma certa briga entre o grande conselho daqui e os caras de lá gerou muita desconfiança.

Os magos brasileiros fazem de tudo para aproveitar as brechas que a Tecnocracia deixa o tempo todo. Batalhas diretas acontecem de vez em quando. Tudo encoberto, como sempre.

Fontes e Saengas

Bem, os magos de lá chamariam de capelas e nodos mas nós temos nomes diferentes. Sabe como que é. A gente precisa ter nossa marca também. Os magos sul-americanos chamam as capelas de fonte por estas serem a fonte de poder e união deles. É ali onde estão os laços que unem o grupo de mago e permite que eles sobrevivam. O nome saenga, para os nodos, vem da palavra de origem indígena que significa semente. Acho que não precisa explicar o porquê do nome.

Existem quatro grandes fontes (ou capelas) na América do Sul. Ipi é a maior e mais poderosa. Também pode ser considerada a mais incompreensível. É liderada pelos mais poderosos magos CONHECIDOS da América do Sul. Eles representam o Sol, a Lua e a Terra. Seus nomes são, respectivamente, Coaraci, Iaci e Ci. Apenas Coaraci é homem e lidera as frentes de batalha da fonte. Ci cuida dos assuntos internos enquanto Iaci dos espíritos e saengas. Essa fonte tem como base um reino espiritual conectado à Amazônia (tinha que ser). Possui várias saengas por todo o continente sul e uma verdadeira legião de magos. Como os líderes da fonte não pertencem a nenhuma tradição, as reuniões entre as tradições sul-americanas são feitas nesta base.

Quanto as outras fontes não se tem muito o que falar. Uma é sede da Tecnocracia, chamada de Rede de Concreto, e fica em um reino espiritual conectado a cidade de São Paulo. Uma rede é formada e liga a cidade a Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Curitiba. Outra fonte localiza-se nos Andes, bem perto das antigas terras dos Incas e é simplesmente chamada de Templo. É dominada pelos Inti-huyana. A quarta é dominada pela Ordem de Hermes e outras tradições do Conselho dos Nove. Esta liga Buenos Aires, Santiago, Montevidéu e Porto Alegre. Sua base está em algum lugar na Argentina.

Novidades

Ao que parece, Ci, líder da fonte Ipi, foi convidada pelos oráculos da vida para treinamento. Todos acham que ela não aceitará. Eu tenho certeza disso. Mas tudo depende de como se resolverá o problema dos espíritos que afligem a fonte. Os oráculos prometeram ajudar com os espíritos caso ela aceite. Equipes de magos já foram mandados para ver o problema com estes espíritos da selva. Dizem que eles são liderados pelo avatar do incarna Pai das Chuvas.
Dois membros do conselho que coordena a Rede de Concreto foram misteriosamente assassinados. Os Tecnocratas estão a procura dos assassinos. Correm boatos que existe intriga mortal dentro da Tecnocracia. Mas, segundo as investigações da NOM, existe da possibilidade deles terem sido assassinados pro um vampiro ou por um grupo de Almas Negras.
Algumas saengas no Pantanal estão desaparecendo misteriosamente. Um acordo com os licantropos da área está ajudando pois eles também estão investigando. Acha-se que algum dos grandes seres presos na área está acordando e sugando a essência das saengas para recuperar-se.

Tradições

Almas Negras
Inti-uiana
Mpauayma
Irmãos do Céu
Santos da Morte
Vida
Profetas da Desgraça, magos que têm visões que os deixam loucos e que não podem impedir
Ordem dos Guerreiros de Cristo, a força de ataque do Coro Celestial

Pessoal Importante ou à toa

Eduardo Souza Silva
Matheus Magalhães, mago caçador de vampiros e demônios do Coro Celestial
Cainhamé, meio-anhanga que está devorando avatares de magos

local original: Trevas do Brasil
nome original: desconhecido
autor(es): desconhecido
tradutor(es):

 Navegação Rápida