A Paranóia


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


"Não vou deixá-los ... Irei partir ... Mas um dia retornarei ... A cada monstro morto e a cada batalha vencida ... Com vocês eu sempre estarei!"

- Luc Jouret, Templário.

A História

A existência de seres sobrenaturais se dá em todos os lugares do mundo, na Amazônia não seria diferente. Aqui os metamorfos e espíritos da floresta reinam quase que soberanos. Mas quando os Vampiros chegaram com os europeus (Toreador, Ventrue e Tremere), pessoas corrompidas por espíritos destrutivos e maléficos (leia-se : Fomori e Malditos), Magos usurpadores de meio-ambientes saudáveis (A Ordem da Razão, atual Tecnocracia) e inclusive Metamorfos auto-intitulados nobres e reis ("Nobres" Presas de Prata e Senhores das Sombras), os problemas estavam por vir.

Os ataques que os Metamorfos nativos faziam eram brutais, mas durante a chegada de padres visitadores (representantes da Inquisição nas colônias européias) a fúria era dominada por armas de fogo, que disparavam ardentes projéteis de prata. Isso só vai acabar por volta do início do século XIX, quando a Inquisição se acaba e os Metamorfos fogem para as profundezas da floresta, a fim de protegerem o que sobrou já que as cidades não lhes pertenciam.

Durante a Belle Époque, os Vampiros, juntamente com os Magos, gozavam de grandes influências entre as massas da elite local (comerciantes e europeus), e aos poucos destruíam áreas sagradas para os Metamorfos nativos. Os Lobisomens europeus foram expulsos com bastante fervor poucos anos depois de chegarem. Os agentes corruptores da Wyrm já haviam se espalhado pela vasta floresta e corrompido muitas empresas de aviamento (indústrias da borracha) e se aproveitado disso para corromper solos sagrados.

Quando a instituição mortal conhecida como O Arcano fica sabendo da possível existência de seres fantásticos nativos americanos depois da Segunda Guerra Mundial (com o fim da cortina do Imperialismo sobre o Novo Mundo), ela manda para as Américas um homem que pertenceu a Sociedade de Leopoldo; Padre Ferreira de Paulo.

Padre era dotado de uma grande gama de conhecimentos arcanos e ocultos para sociedade mortal, além de possuir um físico resistente e intimidador, pelo fato de ter pertencido à Sociedade de Leopoldo por longos anos. Contudo ele só consegue informações importantes bem mais tarde de sua chegada, após conhecer um jovem habilidoso e instruído no assunto oculto; Gabriel Maué: o Arcano.

Juntos eles formam um grupo conhecido como Arcanjos (para encobrirem-se da Igreja e ditadura militar como um clube de jovens evangélicos), que mais tarde vem a ser os Chasseurs d'Énigmes. Mas por quê?

Durante investigações, Padre Ferreira, Arcano (como Gabriel se auto-intitula ) e seu grupo (amigos de Arcano), eles encontraram documentos sobre a existência de um grupo de investigadores franceses que nunca chegou a existir, somente seu possível fundador; Willian Night Village (não se sabe se era seu nome verdadeiro), um investigador do desconhecido muito bem instruído sobre os assuntos sobrenaturais e com certas experiências malucas documentadas, mas a única descoberta e funcionável é a máquina conhecida como Dimensionológica(!!!), ou como os Chasseurs preferem chamar, Máquina Planar. Inspirados pelas ações e descobertas do francês (chegou pouco depois do veleiro que deu origem ao nome da cidade) eles re-batizaram o grupo com o nome Chasseurs d'Énigmes.

E os Arcanjos de Opala ?!

Bom depois de um certo tempo juntos, os Chasseurs d'Énigmes, entraram em conflito interno. Eles caçam enigmas de seres sobrenaturais, mas precisam exterminar aqueles monstros prejudiciais a humanidade como fazem os Hunters ? A resposta é sim e não.
Os Chasseurs estudam, mas não destróem, no entanto se os seres sobrenaturais se mostrarem prejudiciais à humanidade eles serão caçados e desmascarados (caso sejam muito fortes e influentes, deixando o trabalho para outros grupos, como a Tecnocracia ou Inquisição). Os Arcanjos de Opala surgiram para caçar, não importando as situações que o ser sobrenatural imponha para com a sociedade mortal, ele deve ser exterminado.

Mas como eles surgiram ?!

Ifrid Days, um dos primeiro a se unir com Arcano nos tempos de Arcanjos; ele criou os Arcanjos de Opala. Por volta de 1991, quando um dos integrantes dos Chasseurs; Gordo O'Briant foi transformado em um Vampiro do clã Tzismice, e dominado por um frenesi brutal diableirizou um Ancião e espancou(deixando quase morto) seu companheiro Ifrid por longas horas. Depois de passadas, horas de agonia, O'Briant retomou a consciência e viu o que tinha feito, e fugiu. Ifrid acordou com ódio nos olhos e com sede de vingança. Ao retornar ao Q.G. dos Chasseurs ele recrutou alguns novatos e partiu para um lugar onde pudesse treinar e treiná-los, e onde até hoje treina ansiando por um dia caçar e derrotar Gordo, mas enquanto esse dia não chega, que morram seus semelhantes e todos os seres das trevas! ... bem é isso que Ifrid pensa.

Ifrid Days dá assistência a outros tipos de caçadores(mas não Hunters), assim ele vem ganhando popularidade, e agora com uma grande conta no banco devido ter trabalhado como mercenário para semear e colher os frutos que agora surgem. A outra parte do nome do grupo se originou do fato de Ifrid acreditar que uma pedra preciosa feita com esse material é a fonte de sua inspiração e ídolo sagrado. Os recrutas dos Arcanjos dizem que já viram ele conversando com ela, como se estivesse viva ! A única coisa que se tem certeza é de que ela fazia parte de uma das experiências do insano William Night Village, mas suas verdadeiras capacidades ainda não foram detalhadas para caçadores de fora do grupo.

Chasseurs d'Énigmes
Arcanjos de Opala
Locais de Interesse
  Q.G. dos Chasseurs d'Énigmes
  Refúgio dos Arcanjos de Opala
  2ª Sede dos Chasseurs d'Énigmes
  Centro de Treinamento dos Arcanjos de Opala
  3ª Sede dos Chasseurs d'Énigmes
Aliados, Antagonistas e Outros
  Gabriel "Arcano" Maué
  Ifrid Days
  Padre Ferreira de Paulo

 

local original: Page of Mirrors
nome original: A Paranóia
autor(es): ArcanoPauxis
tradutor(es):

 Navegação Rápida