Mark Murdock


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Mark nasceu em uma família rica de Nova York. Seu pai e mãe sempre lhe deram o melhor que o dinheiro podia comprar, mas esqueceram-se do principal, o amor. Mark cresceu dentro do melhor colégio interno do País, mas sempre foi um garoto solitário. Como ele não se divertia como as outras crianças lhe sobrava muito tempo para ele estudar e se tornar um gênio. Foi na faculdade já com seus 18 anos que mark começou a chamar a atenção de seu diretor, ele freqüentava dois cursos diferente: Administração de Empresas e Publicidade e Marketing e se destacava nos dois.

Ao se formar ele foi convidado á se juntar à uma corporação em Nova York, na realidade uma agência de inteligência particular. Passar de um simples funcionário para um operativo qualificado foi fácil à partir deste ponto. Ele foi mandado para Derry e depois de resolvido o incidente inicial ele foi incumbido de doutrinar os editores de dois dos jornais locais.

Pessoas facilmente manipuláveis, dinheiro, falas amizade, favores serviram para comprar muitos jornalistas além dos editores. Sob a máscara de um diretor de empresas Mark gerencia tudo o que a mídia escrita publica. Com a ajuda de Gilian, ele montou uma agência particular de detetives na cidade que por um bom preço podem descobrir indícios de desvios sem levantar suspeitas e sem dar com a língua nos dentes. O seu próximo passo é doutrinar alguns donos de rádios e mais um editor, apesar dele supor que alguns deles estejam sendo manipulados pela sociedade vampírica na cidade.

Ele acredita veemente que existam membros na cidade, por causa de alguns documentos que ele obteve à partir das informações de Willian, mas se eles existem eles conseguem esconder seus atos de forma muito sutil. Após quatro anos na cidade, ele não encontrou indícios de nenhuma atividade sobrenatural à ser contida. Mas algo parece perturbar sua tranqüilidade. Uma carta vinda da capital, diz que foram interceptadas ligações entre um orelhão da cidade e um suspeito tecnomante em Nova York. Agora uma dúvida preenche sua mente, será que Willian estaria traindo a União.

Conceito: Funcionário de Megacorporação
Convenção: Nova Ordem Mundial
Natureza: Tradicionalista
Comportamento: Diretor

Atributos: Força 2, Destreza 2, Vigor 2, Carisma 3, Manipulação 3, Aparência 2, Percepção 3, Inteligência 4, Raciocínio 3
Habilidades: Prontidão 2, Consciência 2, Briga 1, Esquiva 2, Intimidação 2, Liderança 2, Lábia 2, Condução 2, Armas de Fogo 2, Armas Brancas 1, Furtividade 2, Tecnologia 2, Tortura 2, Acadêmicos 2, Computador 2, Finanças 2, Investigação 2, Direito 2, Linguistica 2, Politica 2, Psicologia 2, Culturas Secretas 3

Esferas: Correspondência 2, Entropia 2, Mente 3
Antecedentes: Gênius 2, Camuflagem 2, Requisições 1, Recursos 2, Espiões 4

Iluminação: 4
Força de Vontade: 10
Energia Primal: 2

Aparência: Mark é um alto executivo e como tal se veste com roupas formais a maior parte do tempo, geralmente ternos pretos, apesar de não ser um operativo de campo. No auge de seus 28 anos, muitos o consideram um gênio, ele pode ser sério e não muito carismático a maior parte do tempo, mas é um líder nato. Seus cabelos são cortados bem curtos toda semana em um dos cabeleireiros da moda. Seus olhos são azuis e frios. Sempre sério, é difícil saber realmente difícil saber predizer suas reais intenções.

Dicas de Interpretação: Mantenha seus subordinados sob controle, que você evitará muitos problemas. Escolha somente os melhores indivíduos para trabalhar consigo e estude muito a psique de cada um antes de escolhê-los, pessoas aparentemente comuns podem esconder muitos defeitos. Não demonstre suas emoções, um sorriso ou um sobrancelha franzida na hora errada podem arruinar sua vida e dar uma arma extra à seus inimigos. Seja justo e confie em seus superiores.

local original: Page of Mirrors
nome original: Techno Seekers IX
autor(es): Kyle
tradutor(es):
revisor(es):  

 Navegação Rápida