Deixando o Ninho


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


O que acontece quando um grupo de iniciantes realmente dá certo...

Você narrou, está narrando ou vai narrar para iniciantes? que ótimo, essa é uma das missões mais nobres para um RPGista, na mesma opinião. É muito importante que RPGistas mais experientes criem grupos de iniciantes, pois é assim que se divulga o RPG e se faz com que mais gente jogue: Escolha seu grupo de players, certifique-se de que são suficiente maduros para o estilo de jogo que você vai mestrar, e comece!

Ter um bom grupo de iniciantes, é um grande prazer: Não há coisa mais gratificante do que perceber que seus players, que não tinham nenhuma noção, fazem comentários em off do tipo "Acho que é um Verbena... Não, parece um Orador..." relativos a um NPC, só pelo jeito de falar do mesmo... é muito bom saber que seus players estão assimilando aas regras e a ambientação, e que estão gostando de jogar.

Os mais entusiásticos, provavelmente, irão começar a mestrar logo, para um grupo de amigos de outro lugar: Logo, você terá que levar o seu grupo numa livraria de RPG, pq todos irão querer comprar livros, dados, ou pelo menos saber como é. Depois, chegará a época da primeira convenção juntos: Elas sempre são ótimas! Quando você não estiver com vontade de narrar, com muita sorte, um dos players narrará por você, que via se surpreender com a diferença entre os seus jogos e os dele.

No entanto, se você espera que os seus players serão sempre jogadores fiéis, está enganado: Eles permanecerão com você ainda por algum tempo depois que já puderem "caminhar por si mesmos" e, talvez, já tiverem lido um ou dois livros a mais que você, dos mais novos lançamentos... Mas vai chegar a hora em que seus players vão se desvincular de você... Quando você percebe, cada um está jogando num grupo diferente, se você for um bom narrador, talvez dois ou três deles estarão narrando (e nem te convidam para os jogos!) e você está, enfim, e novamente, a sós, precisando que um novo grupo te acolha.

Claro, continuarão a ser amigos, sempre que possível conversarão sobre os velhos tempos, e, em ocasiões especiais talvez cheguem a montar a mesa com a "formação original", todos com suas fichas já surradas, os personagens bem fortes, de personalidade bem desenvolvida... Mas, não vai ser como antes.

É uma sensação estranha, essa. Deve ser essa a sensação que uma mãe tem quando sente que os filhos não precisam mais dela, que saíram definitivamente do ninho... Mas é preciso deixá-los ir... o jogo, ou melhor, os grupos de jogo, imitam a vida, afinal...

local original: Page of Mirrors
nome original: Deixando o Ninho
autor(es): Verbenazinha Cayra
tradutor(es):

 Navegação Rápida