O Sindicato


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


"Se eu perco dinheiro, tenha certeza que é para ganhar mais ainda."

O Sindicato foi originalmente formado por magos pragmáticos que apoiaram a Tecnocracia contra o caos que assolava a Europa Medieval. E ficaram responsáveis por uma função específica que era a de apresentar as criações dos Technomancers aos Adormecidos. Com o tempo, eles desenvolveram uma teoria econômica avançada, que aliás usam até hoje. Muitos dos outros Technomancers ficaram incomodados pela forma como esta Convenção manipula o poder que tem.

Em toda sua história o Sindicato nunca se importou com o futuro da hereditariedade, do poder político, ou mesmo do conhecimento, eles sempre focalizaram seus esforços no controle do capital econômico. E desta forma enquanto os outros se preocupavam em descobrir e criar coisas novas, o Sindicato trabalhava para controlar os meios de produção. E desta forma, eles acabam recebendo a maior parte dos lucros dos trabalhos dos outros. O Sindicato tem influências por toda parte do mundo empresarial, sendo atividades legais ou mesmo ilegais. Infelizmente, o Sindicato não enxerga mais a realidade, e visa o lucro acima de tudo, perderam a moralidade e o bom senso. Os Magos mais novos desta Convenção procuram obter lucros de forma mais rápida e sacrificam a qualidade e a produtividade, pelos lucros.

Outras Convenções acreditam que o Sindicato está controlando demais o paradigma, e que uma certa quantia de incerteza dentro da realidade é essencial. E por acreditarem nisso recentemente as outras Convenções adotaram uma postura interessante, só darão o seu melhor trabalho e desenvolverão seu verdadeiro potencial se forem bem recompensados por isso. Esta atitude criou um certo conflito entre o Sindicato e a NOM durante alguns anos. Muitos technomancers do Sindicato acreditam que NOM não tem qualquer utilidade devido aos seus recentes fracassos, e que esta Convenção deve ser desmantelada, permitindo uma nova liderança muito mais vigorosa. A NOM, claro que, tem uma opinião bem diferente. O recente fracasso do Comunismo é visto como uma afronta do Sindicato contra a NOM.

Filosofia: "Só o comércio pode levar a Tecnologia na casa das pessoas. Por meio do comércio, nós podemos sentir qual a necessidade das massas e qual a demanda necessária. A competição deste mercado, traz vigor para a vida da população, e dá um sentido maior a vida deles. O comércio provê uma medida simples de poder, e o melhor é que as massas compreendem isso e entendem que ter dinheiro é ter poder. Independente da Tecnocracia reconhecer isto ou não, o fato é que o comércio controla o mundo agora. Ignore isto e estará na lama."

Organização: Pelo fato de adotarem a competição entre eles, o Sindicato encoraja muita autonomia em seus membros. Uma certa quantidade de planejamento e sabedoria para negociar no mercado negro é muito admirado entre eles. Entretanto, entre eles, eles jogam limpo, e se um dos mais novos cruzarem esta linha podem ter suas carreiras arruinadas. Há rumores de que um conselho central vigia a Convenção inteira, mas seu real propósito é desconhecido.
Reuniões: Os membros do Sindicato, apesar de prezarem sua independência, adoram se encontrar com outros de sua Convenção, normalmente em restaurantes elegantes ou em almoços requintados em lugares de requinte. Este tipo de coisa, que aparentemente parece uma exibição gratuita de riqueza, é que poder as negociações secretas contra um inimigo comum.
Iniciação: O Sindicato recruta desde membros de escolas de administração e negócios em geral até homens prósperos em suas carreiras nesta área. E também legalidade para eles não é importante, por isso é comum senhores do crime serem recrutados em suas fileiras.
Acólitos: Contadores, Economistas, Criminosos, Corretores Acionários.
Esfera: O Sindicato é a única Convenção que entende bem o funcionamento da esfera do Primórdio. Eles desenvolveram meios poderosos de regular o fluxo de Quintessência pelo uso do dinheiro. Dirigindo seu capital de acordo com o fluxo, o Sindicato controla seus sucessos ou fracassos.
Focus: Correspondência / Telefone, Tempo / Relógio de Pulso , Espírito e Mente / Contratos , Primórdio, Matéria, Vida / Dinheiro , Entropia , Forças / Calculadora
Conceitos: Magnata, Empresário, Senhor do Crime

Estereótipo:

Iteração-X: "Estes sujeitos criativos nos dão as melhores invenções para vendermos, mas eles não tem qualquer senso de apresentação. Suas invenções, na maior parte, nunca fariam parte do paradigma sem nossa ajuda."
NOM: "Burocratas antológicos. Eles precisam cair na real."
Progenitores: "São sempre bem-vindos. Suas drogas dão muitos lucros, e o melhor é que eles aceitam essa distribuição em massa, entendem que comercializar é 99% do trabalho concluído."
Engenheiros do Vácuo: "Estes pobres homens não percebem que a menos que o espaço seja lucrativo, os Adormecidos nunca se interessarão por ele."

local original: desconhecido
nome original: desconhecido
autor(es): desconhecido
tradutor(es):

 Navegação Rápida