As Regiões Sombrias


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


O Mundo Inferior é inconcebivelmente vasto - maior que um mundo, ele é um Anti-Universo. Tudo o que não faça parte do Universo pertence ao Limbo. Assim como a Terra é apenas uma pequena parte do Universo, existe uma pequena parte do Mundo Inferior que lhe é correspondente. As regiões deste território estranho são as abóbodas do conjunto total das aparições presas por Grilhões e são conhecidas como Regiões Sombrias.

As Regiões Sombrias, entrelaçadas com o mundo vivo e material, copiam dele a maior parte de sua forma. Talvez, neste ponto onde o Universo e o Anti-Universo convergem, cada um assume alguma coisa da natureza do outro; essas conjecturas filosóficas, contudo, pouco interessam aos que precisam permanecer aqui.

Você já ouviu falar das Regiões Sombrias, mas por outro nome. É nela onde as aparições que não podem passar livremente para o Além concentram-se com maior freqüência, e é daqui que uma aparição pode ver o mundo dos vivos, e talvez falar com os vivos, se ambos tiverem os talentos necessários.

Este é o domínio ao qual os médiuns espíritas referem-se ao falar dos Planos Etéreo ou Astral. Muitos acreditam que essa região seja todo o Mundo Inferior, mas estão enganados. Poucas almas viventes suspeitam dos reinos aterrorizantes e dos desertos que repousam além dessas fronteiras. E os poucos que suspeitam deixaram sua razão como pagamento por esse conhecimento.

O nome Regiões Sombrias é bastante adequado. Elas prolongam o mundo da carne, mimetizando-o como uma sombra imita seu dono. Salas, casas e mesmo cidades inteiras existem nas Regiões Sombrias, ocupando o mesmo espaço e dimensões que seus correlatos físicos. Embora elas não sejam cópias exatas de seus originais, são reconhecíveis. Elas são lugares tristes, desprovidos de luz, alegria e qualquer coisa que possa agradar o coração.

As criaturas como eu costumam acreditar que o Limbo suga para si as forças negativas do seu mundo vivo, mediante alguma forma de atração magnética, e, tendo feito isso, solidifica essas forças em matéria, com a qual constrói a si mesmo. Assim como a página de um livro recebe apenas a tinta e as formas das letras do clichê da prensa, as Regiões Sombrias assumem apenas o que é sombrio e esquálido no mundo vivo, mantendo um pouco de sua forma.

local original: Aparição - O Limbo
nome original: Prelúdio
autor(es): desconhecido
tradutor(es): desconhecido

 Navegação Rápida