A Penumbra


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Nós estamos na Penumbra, aquele pedaço que reflete o mundo físico. Entretanto, ela é mais verdadeira quanto ao espírito ou a natureza do lugar, e parece refletir sua saúde espiritual ao invés de sua forma no mundo físico. Algumas coisas estão totalmente transformadas.

Olhe para o bosque; elas são árvores lindas e altas na Terra, mas aqui elas crescem como torres, seus galho são grossos, de um verde lindo e ótima saúde. Eu sempre quero dançar quando estou aqui. Agora que estamos do lado de fora, você consegue ver as mudanças na minha cabana? Eu não sou nenhum carpinteiro, mas aqui o cuidado que tomei é refletido nas linhas nítidas e na madeira polida que eu nunca conseguiria ter feito na Terra. Este é o espírito do meu Santuário, não apenas seu reflexo. Deixe-me mostrar-lhe ainda mais. Nós prosseguiremos em direção à cidade, mas não entraremos nela. E muito perigoso para sua primeira viagem na Umbra. Apenas ande como se você estivesse em casa. Os Irmãos de Akasha diriam, "Não faça, seja," mas você está indo bem. Vejo que agora entende meu medo em me aproximar da cidade. Ela é horrível, não é? Sem vida, enlameada, sem alma, seu solo é seco como poeira e emana um cheiro desagradável do veneno que está dentro dela. As teias que você vê ao redor de tudo e atravessando-a são feitas por aranhas padrão. Todo lugar em que a vida e os sentimentos foram erradicados pela visão distorcida da Tecnocracia, todo lugar que se submete à tecnologia ao invés do espírito, é calcificado por essas aranhas. Elas delineiam as formas da cidade e a impedem de crescer ou progredir espiritualmente.

Nada é igual, entretanto. Lembra do arranha-céu que vimos? Olhe para onde ele estava. Nenhum arranha-céu! Ele não tem um impacto emocional para substituir o que existia antes ali. Aqui na Penumbra, seu lugar é tomado por uma igreja de pedra, velha e desgastada. Veja como as janelas de vidro colorido brilham! Ela deve ter acolhido fiéis por anos, e a memória permanece aqui, onde seu espírito vital nunca morreu.

local original: Mago - A Ascensão
nome original: Os Outros Mundos
autor(es): desconhecido
tradutor(es): desconhecido

 Navegação Rápida