A Teia Digital


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


A Teia, também chamada de Rede, é um universo conceituai criado inteiramente a partir da vontade dos iluminados. Em termos Umbráticos, esta Teia é uma das "Zonas" estranhas que flutuam entre os Três Mundos. Ela não possui nenhuma manifestação física e só existe na mente dos magos como pulsos de luz, vias de elétrons, computadores de alta tecnologia, filamentos de energia mágika ou "Reinos de setores" sólidos.

Grande parte deste mundo é formatado em setores. Estas linhas de energia mágika ainda não formadas são chamadas de Teia Virgem. Alguns dizem que elas conectam todas as formas de aparelhos eletrônicos de alta tecnologia. Um mago consegue acesso a este mundo através de um computador, projetando sua consciência para dentro do mundo da Teia. Se ele tiver poder e conhecimentos suficientes, poderá padronizar a Teia Virgem com seus próprios pensamentos e convidar outros para dentro da área que ele padronizou. O resultado é uma realidade compartilhada sujeita às leis impostas pelo mago padronizador.

Alguns magos criam mundos para se divertirem em grande estilo, como aviários, jardins ou parques de diversão. Outros constróem bibliotecas virtuais para guardar grandes volumes de informação de fácil acesso ou ctiar oficinas onde podem praticar suas mágikas relativamente livres do Paradoxo. Alguns usam a Teia para propósitos mais sombrios, criando câmaras de tortura e masmorras para aprisionar as consciências raptadas dos seus inimigos.

A Teia não é um lugar fisicamente "real," mas existe como uma porção de um potencial bruto armazenado. Muitos magos consideram a Teia como sucessora do lendário Monte Qaf dos Ahl-i-Batin, uma forma antiga de realidade compartilhada. Ao brincarem com a Realidade Virtual, os Adeptos da Virtualidade tentaram provar a existência deste Reino. Eles aprenderam a projetar a consciência humana para dentro da energia virtual adimensional que pensavam fazer parte do Monte Qaf. A potencialidade intocada deu às suas visões uma "realidade" mágika em algum lugar entre o mundo sensorial interno da realidade virtual e o mundo exterior da realidade física. O resultado é a própria realidade "virtual" da Teia.

Todas as Tradições podem ser encontradas na Teia, embora algumas sejam mais frequentes do que outras. Duas facções - os Adeptos da Virtualidade e as Convenções da Tecnocracia - predominam, enquanto que os Desauridos e os Nefandi rondam os
seus limites, procurando por maneiras de entrar. A Teia Digital é desconhecia para os Adormecidos, embora alguns visitem os seus
limites com computadores comuns e com a Realidade Virtual básica. Aqui, a disputa de cabo-de-guerra pelo controle da realidade entre a Tradição e a Tecnocracia é muito acirrada. Até as Realidade Virtuais mais primitivas expandem as fronteiras da crença dos Adormecidos com a ideia de um mundo onde o pensamento torna-se realidade, e a realidade estática está escorregando por causa disso, para o horror coletivo dos Tecnocratas.

Surfando na Rede

Existem três maneiras de se obter acesso à Teia, detalhadas abaixo. A maioria dos visitantes e residentes interagem em tempo
real através de ícones mágikos (também abaixo). Entretanto, como qualquer outra coisa, a Rede é cheia de perigos. Alguns deles começam no minuto em que um mago conecta os seus óculos.

Acesso Sensorial

Isto é usado rotineiramente por magos desconhecedores da Rede. Praticamente qualquer um pode ter acesso à Realidade Virtual desta maneira; tudo o que você precisa é um óculos de Realidade Virtual e alguns eletrodos para uma resposta tátil. Isto é frequentemente chamado de telepresença. O acesso desta maneira é de certa forma limitante. Como o mago não está realmente na Rede, realizar mágikas é como pegar um ovo com uma mão robô de controle remoto - delicado, cuidadoso e que não deve ser feito numa emergência. As dificuldades mágikas são aumentadas em +2 para qualquer um que esteja utilizando esta forma de acesso.

Na realidade, o tipo de equipamento não faz diferença, mas magos diferentes têm os seus favoritos. Os Adeptos da Virtualidade usam óculos de Realidade Virtual que parecem mais óculos escuros. Eletrodos ao longo da testa transmitem a experiência sensorial. Alguns também usam roupas corporais para uma experiência sensorial completa. A Iteração X prefere utilizar as últimas tecnologias disponíveis, não importa quão perigoso isso seja. Seus óculos de Realidade Virtual pessoais foram desenvolvidos muito recentemente: um projetor especial projeta a imagem diretamente na retina do usuário, enquanto que eletrodos ao longo das hastes transferem as informações sensoriais para o cérebro. Alguns Adeptos descobriram que um pouco de reprogramação e um bom raio de mágikas de Forças pode destruir os olhos de qualquer um usando este tipo de óculos.

O Acesso Sensorial está disponível para os Adormecidos, embora eles achem que estão apenas vendo uma simulação realmente interessante. Tudo o que um mago precisa para começar é um bom computador com acesso à Rede. Os Adeptos da Virtualidade fabricam um sistema de Realidade Virtual compatível com computadores pessoais para qualquer mago da Tradição que queira ajudar a difundir a Teia.

Imersão Astral

Uma vez que o mago passe por uma experiência num mundo alternativo, este mundo cuida da realidade e ele pode entrar de novo quantas vezes quiser. O mago precisa primeiramente ter acesso à Teia via computador (Inteligência + Computador, três sucessos, dificuldade 7), e então usar o Efeito de Correspondência Sentir Correspondência para levar a sua consciência do mundo físico para dentro da Teia. O mago é literalmente enganado para pensar que está na Rede. O efeito é uma ilusão, mas a crença é tudo de que se precisa para que o mago se projete astralmente para dentro da Rede sem acesso ao Efeito da Mente Desprender. A mente do mago não está mais no seu corpo, no computador ou no mundo ftsico - ela está no mundo da Teia.

Com a Imersão Astral, os mundos da Realidade Virtual concentram-se de maneira súbita e empolgante. O mago inicia um processo direto de consciência-a-consciência junto à Rede, e todos os seus sentidos, incluindo os mágikos, são inundados por informações movendo-se à velocidade de um supercondutor. A sobrecarga sensorial faz com que a Realidade Virtual convencional pareça débil; é como comparar o Frankenstein de Boris Karloff, com o Exterminador do Futuro II. O mago percebe que possui o controle deste novo mundo porque a energia mágika não padronizada da Teia responde facilmente a pensamentos. Os Magos que penetrem astralmente na Teia podem padronizar a Teia Virgem simplesmente através da vontade e podem manipular outros Reinos criados dentro dos parâmetros das leis dos mundos.

O maior inconveniente disto é que o corpo do usuário fica vulnerável a ataques físicos enquanto a sua mente está na Rede. Obviamente, um refúgio muito seguro de onde se possa trabalhar
é essencial. Alguns investem em sistemas de segurança de alta tecnologia e guarda-costas, embora poucos viajantes da Rede tenham tanto dinheiro disponível. Alguns navegantes que não dispõem de recursos para pagar por estes sistemas caros aprenderam a preparar alarmes contra ladrões que desconectam a energia dos óculos caso alguém esbarre no alarme.

E muito difícil matar ou feir um mago que obteve acesso à Teia desta maneira. Qualquer dano é provocado apenas nos programas de ícones do mago. Uma das poucas maneira de machucar alguém que obteve acesso desta maneira é através de uma Resposta Letal (ou RL), um Efeito criado para estabelecer um padrão de interferência na informação sensória! que entra pelos eletrodos do usuário. Isto é muito difícil, e apenas os magos que compreendam a maneira pela qual funcionam o corpo humano e os seus impulsos nervosos podem realizá-lo e utilizá-lo. O efeito de um ataque desses não é muito diferente de um pesadelo; a vítima não pode mover-se ou falar, e o instinto de "fugir ou lutar" torna-se tão intenso que a vítima desmaia ou sofre um ataque cardíaco. Normalmente, são necessários de 10 a 15 Níveis de Vitalidade de resposta para uma lesão grave ou para matar. Esta rotina utiliza Vida 3, Forças 2 e Primórdio 2.

Visitações sensoriais e imersões astrais são ambas experiências mentais e não físicas. Um mago utilizando qualquer uma delas troca sua Força pela sua Inteligência e sua Destreza pelo seu Raciocínio. Apenas o Vigor permanece constante durante uma projeção para a Rede.

Imersão Total

Este processo permite que um mago realmente transforme seu corpo em informação pura e carregue-se para dentro da Rede. E necessário um computador poderoso para esta mágika, uma vez que o corpo humano se transforma em muita informação quando digitalizado (veja "Computadores Ternários," abaixo). O processo leva menos que um minuto, mas durante este período o mago fica completamente vulnerável. Interrupções podem causar danos permanentes a um mago que esteja tentando entrar na Rede desta maneira. Este método é um pouco mais perigoso do que a iconografia.

Uma vez que o mago existe como informação, ele pode ser afetado por programas de manipulação de dados. Um pessoa que
saiba o suficiente sobre os computadores e a Rede pode criar programas que prendam o mago para sempre. Um vírus pode ser realmente letal. Por outro lado, o mago pode interagir fisicamente
como outros na Rede, o que pode ser uma vantagem para personagens com Atributos Físicos altos e Mentais baixos.

Ícones

Um mago pode assumir qualquer forma na Teia, criando um ícone tridimensional de si mesmo através de programas mágikos complexos.

A criaçãzo de ícones requer uma jogada de Inteligência + Computadores, dificuldade 8, com quatro sucessos ou mais. Isto muitas vezes é realizado como uma ação prolongada. Embora o acesso à Teia exija um Efeito mágiko, a criação de ícones em si não é mágika uma vez que se esteja lá dentro. O ícone mais fácil de ser adotado se parece com o corpo físico do mago, desde os óculos até os cadarços desamarrados. Inventar é difícil, mas não impossível.

Na Teia, o mago pode mudar sua aparência jogando Manipulação + Computador e escolhendo qualquer ícone que deseje, seja uma salamandra azul ou uma linda mulher asiática. Entretanto, as formas assumidas não alteram as suas Características. A Aparência e a Intimidação podem ser aumentados por um número de pontos igual ao número de sucessos obtido na jogada de Manipulação + Computador (máximo de 5 em cada), dependendo do ícone (o ícone da mulher asiática, por exemplo, aumentaria o seu nível de Aparência baseado no número de sucessos que você obteve na jogada).

O mago pode tentar assumir a forma de outro Viajante da Rede, mas ele terá dificuldade para enganar aqueles que realmente conhecem a pessoa, ícones mágikos podem ser copiados, mas eles são copiados como um gravador digital lendo um sinal analógico - eles parecem iguais, mas o ingrediente essencial foi perdido.

Sentir Vida ou Sentir Quintessência poderão apontar as diferenças entre o ícone "verdadeiro" e a cópia. Muitos magos simplesmente sabem quando estão lidando com uma falsificação.

Alguns AV criaram Reinos Limitantes onde os parâmetros limitam os tipos de ícones que podem surgir, seja por segurança, seja por diversão ou para um jogo. Todos os ícones precisam ser apropriados para o contexto antes de entrarem, caso contrário nem chegam a entrar. Digamos que o Dr. Volcano decidiu criar um Reino Limitante de um show de Rock. A não ser que o seu ícone tenha as roupas desbotadas, use uma camisa de bandas de rock ou de alguma outra maneira se pareça com um Penetra, você não entrará na festa. Ignorar esta barragem não é recomendado.

Qualquer um que entre na Teia torna-se identificável através do código de padrão dentro do seu ícone. Todos os programas ou entidades dentro da Teia possuem códigos para identificá-los.

local original: Mago - A Ascensão
nome original: Os Outros Mundos
autor(es): desconhecido
tradutor(es): desconhecido

 Navegação Rápida