Textos escritos por Eric Bruce


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Anjos Eternos

Agora há um momento de descanso para a vida que surge, para a eternidade que nos aproxima...

Esta saudade, meu anjo guardião da noite, é a realidade que foge ao meu controle e é o sangue que verte de nossas almas para o mundo; todos conhecem agora a pureza dos séculos e a dor do fogo de todos os tempos.

Podemos sentir-nos flutuando sobre as paragens, sobre os campos que vemos passar rapidamente, e parece-me que tudo fica para trás e nós, onipresentes e oniscientes, sempre existimos e existiremos.

Quem é você, que é tão diferente, fascinante e que me hipnotiza a cada instante, com esse olhar sincero que apenas você tem?

Um dia, uma noite... Passaram-se muitos anos e muitas vidas.

Agora anoiteceu, podemos sair e admirar a nossa aurora inversa, sentir tudo o que nos é oferecido, sem culpas ou medos.

Não, não podemos temer nada, somos a realização imortal do sonho supremo do Criador, uma obra que não acaba por não ter fim...

Mais uma vida e estamos aqui, sabemos que não é a primeira e que não será a última vez, sejamos a benção que traz a honra e dignifica os homens...

Amor e sangue

Ela é tão graciosa.

A mais bela que já vi.

Faria tudo por ela.

Mas ela é diferente. Ainda não percebi o que a torna diferente.

Mas não me importo com isso volto a lhe tocar beijar e acariciar

Mas de repente sinto como se um raio passasse por dentro de mim.

A dor é indescritível. Levanto meus olhos e vejo sua mão me perfurando.

Porque estas a fazer isso?

Foi a ultima pergunta que fiz.

Agora só observo meu corpo sem vida no chão enquanto sou arrastado por ela como uma alma capturada.

Por mais bela que seja a rosa ela sempre terá espinhos.

Insanidade?

Algumas pessoas pensam que sou louco por seguir minhas idéias diferentes da maioria.

É loucura seguir o que gosta?

É loucura se afastar de pessoas que você não gosta?

É loucura parar para pensar se o que ira fazer é correto?

É loucura seguir seus ideais?

É loucura dizer a verdade?

É loucura ter sentimentos?

É loucura não ter sede de sangue?

Paixão

Hoje é uma noite especial.

Sentados ao cemitério eu e ela apreciamos a noite.

O canto do vento que sopra pelas frestas dos mausoléus vazios.

A calmaria que só é quebrada pelos morcegos que voam a nossa volta.

A luz fria do luar que nos banha iluminando o romance neste local tão calmo e silencioso que ganha uma beleza única quando imerso nas trevas.

Não temas a quietude meu abraço ira lhe aquecer e protege-la.

A noite é nossa para ser livres sem limite algum comandado somente pelo meu amor por você.

Dilema de um vampiro

Nunca pensei em encontrar tal sentimento.

Após anos e anos pensei já ter visto tudo.

Muitos lugares visitei, muitas pessoas conheci.

Só conseguia sentir ódio por elas.

Todas frágeis e patéticas sem sentido na vida sem um coração.

O meu não bate mais a muito tempo por armadilha do destino.

Mas agora ele não esta mais quebrado consigo sentir ele chamando o nome de quem me apaixonei.

O destino novamente me força a escolher.

Devo deixar meu instinto humano me guiar para ama-la ou devo seguir meu instinto de sobrevivência e faze-la mais um morto vivo condenado pela imortalidade e dor do viver?

Algo terei que escolher. Logo o dia ira amanhecer espero que consiga decidir ou irei deixar o sol levar meu corpo morto com minha alma sofrida

Solidão

Estava em um lugar gramado e uma casa caindo aos pedaços em minha frente dentro dela presa estava uma amiga minha. Ela mal conseguia falar comigo pelas frestas das portas e janelas fechadas. Eu tinha que liberta-la mas por mais força que eu usasse não conseguia abrir uma passagem.

Parei e pensei pôr um minuto e vi claramente a solução.

Puxei os pinos das dobradiças e tirei o porta ao encontrar ela a abracei fortemente mas logo após me dei de conta que era um sonho.

Me sinto tão sozinho gostaria de ver um de meus amigos e amigas para aliviar esse sentimento de que não existe ninguém a minha volta.

Caos

Caos insano, manifesto, confrontação, mortos, destruição.

Anarquia, utopia, civilização, auto-destruição.

Humanidade, incapacidade, pensar, mutilar.

Dor, horror, vida, inativa, fútil, inútil.

Esperança, aliança, reflexão, evolução.

Destruição

Destruição é uma das coisas que fascina o ser humano.

É um jeito de fazer uma mudança em algo rapidamente.

Em um instante você tem aquele objeto na sua frente que levou horas talvez dias e meses para poder ser construído e você consegue desfaze-lo em pedaços em segundos.

Ver o seus pedaços suas partes internas as mudanças inesperadas o barulho de algo quebrando.

Mas tome cuidado o que fascina pode deixa-lo cego para ver a razão.

O que você faz volta sempre a você.

local original: Page of Mirrors
nome original: Eric Bruce
autor(es): Spy-Br
tradutor(es):

 Navegação Rápida