Paradigma dos Verbena


Aviso: Mago: A Ascensão é um jogo. É um jogo sobre temas maduros e questões complexas. O material à seguir tem relação com este jogo. Como tal, ele não requer apenas imaginação, mas também bom senso. O bom senso diz que as palavras de um jogo imaginário não são reais. O bom senso diz que as pessoas não devem tentar realizar "feitiços mágicos" baseadas em uma criação totalmente derivada da imaginação de outra pessoa. O bom senso diz que você não deve tentar desvendar agentes do sobrenatural com inspiração em uma obra completamente fictícia. O bom senso diz que jogos são apenas para se divertir e quando eles acabam, é hora de colocá-los de lado.
Se você perceber que está distante do bom senso, desligue seu computador, afaste-se calmamente e procure ajuda profissional.
Para o restante de vocês, aproveitem as irrestritas possibilidades de sua imaginação.


Natureza.A Natureza contem verdades primordiais para todos que querem aprender. As outras Tradições tendem a ver a Realidade "de cima para baixo", olhando pelas lentes de seus paradigmas. Os Verbenas tentam ver "de baixo para cima" deixando que o que eles vêem na Natureza criar seu próprio paradigma. Considerando que os Artífices da Vontade podem influenciar a Natureza, a natureza pode aprender com eles. Assim os futuros Verbenas podem aprender da Natureza as lições que ela acabou de aprender. E isto continuará assim para sempre. Ver a Natureza de muitas formas leva, o Verbena a acreditar em uma multiplicidade de caminhos. Isto é representado em parte pelas divindades incontáveis que eles adoram. Porque a Natureza também é o Uno, o Verbena acha que estes caminhos e divindades também são parte do Uno. Porém, alguns Artífices da Vontade escolheram subestimar as aparentes diferenças que a Natureza criou. Assim, enquanto Tradições como a Tecnocracia, os Adeptos da Virtualidade, os Filhos do Éter, e o Coro Celestial podem não estar errados por sua, extrema orientação "de cima para baixo", isto os conduz freqüentemente tentar silenciar a Voz da Natureza. Isto faz com que as suas visões se tornem altamente suspeitas para a maioria dos Verbena.

Ascensão - "Luz na Escuridão, Integridade com o Uno". Os verdadeiros segredos dos Mistérios serão respeitosamente e amorosamente capazes de personificar a Natureza em toda sua unidade e toda sua diversidade. Isto é dito pelo Verbena que busca uma Ascensão do Ego. Outro Verbena diz que busca algo como um estado de divindade - se tornando por completo um aspecto da Natureza, da mesma maneira que os deuses das lendas eram. Alguns vêem este estado de divindade apenas como mais um passo a caminho da Ascensão do Ego. Estas são as visões mais comuns mas há outras. Você as ouvirá se você for para algum lugar onde os Verbenas se juntem para beber hidromel.

Mágika - Ação da Vontade. Outro provérbio Verbena é "O que é pra Ser, Será". Por meio de uma observação aguda, comunhão, e amizade com Natureza, os Verbenas podem lhe pedir para que ela faça o que eles querem . A Natureza é severa com Artífices que a obrigam a fazer coisas que ela não quer (em parte porque os sonhos dela foram corrompidos pela Tecnocracia). Enquanto os seus amigos podem conseguir muito entre si, mas a amizade tem seu preço e seus limites. As premissas da mágika dos Verbenas são Respeito e Cooperação, entretanto como todos as demais crenças, às vezes devem ser ignoradas a favor de um maior bem.

Arete - Sabedoria.A Bruxaria é o ofício dos Sábios. Os Verbena comparam seu crescimento com o do Carvalho. Ele começa sendo muito pequeno, mas se sobrevive até a maioridade, se torna a mãe de muitas árvores e provê casas para animais e sombra para pessoas. Da mesma maneira que o Verbena cresce, assim eles poderão fazer mais e ter mais de impacto positivo sobre os adormecidos.

Quintessência - O Sangue do Coração, Sangue. O Sangue é a substância que contém a força vital das criaturas viventes. O Sangue da Natureza contém a força vital da Natureza nele. Os Verbenas que usam freqüentemente o poder da mágika usam o sangue mundano e rituais de sacrifício junto com o Sangue do Coração para tornar suas mágikas mais poderosas.

Paradoxo - Banimento. É quando Natureza percebe que a vontade do artífice esta sendo contraria a vontade dela. Às vezes isto precisa ser feito, mas Natureza é raramente bondosa nestas horas.

Esferas - Os Caminhos dos Deuses.

Os Artíces tendem a adorar qualquer divindade que eles acreditam ser útil. Enquanto o Verbena normalmente adorará a todos os deuses, alguns tipos de divindade são mais difíceis para eles aceitar do que outras. Alguns Verbena achariam difícil seguir o Caminho de Odin porque este Deus auxiliou ao Nazistas, por exemplo. Assim, os nomes a seguir não são de qualquer forma fixos. Algum Artífices vêm de raizes Célticas fortes e acharam melhor trabalhar com divindades da tradição Celta. Os nomes a seguir assumem que o Artífice era aprendiz de uma versão mais eclética da tradição Verbena.

Usar um certo Caminho é muito mais do que adorar e respeitar a deusa ou deus, e sim como tornar-se aquela divindade e entender o seu lugar na Natureza. Também deve ser notado que as divindades têm freqüentemente mais de uma face. Os caminhos podem curar freqüentemente tão bem quanto causar dano, da mesma maneira que a Grande Deusa normalmente é imaginada como sendo a Serviçal, a Mãe, e a Anciã.

Correspondência - O Caminho de Hecate. Os gregos fizeram santuários de pedra a Hecate em encruzilhadas. Hecate compreende o espaço que o Artífice pode usar para mover as pessoas e objetos num instante, através de distâncias surpreendentes, ou até mesmo fazer tipos novos de encruzilhadas no espaço. Nos seu efeitos mais bélicos, Ela ajuda o Artífice em batalha.

Entropia - O Caminho de Kali. Kali é a força que destrói e traz morte, e como tal será honrado como parte da vida e natureza. Como a Morte, Ela sabe os muitos segredos da morte, decadência, e transformação de todos os tipos.

Forças - O Caminho de Pele. A incorporação literal de Pele é um vulcão. Ela também é simbolizada pela energia de enormes proporções disponíveis neste caminho dinâmico.

Vida - O Caminho de Demeter.Demeter é um de muitas faces da Deusa Terra. Aprendendo os segredos das estações e os ritmos da vida, o Artífice aprende todos os tipos de técnicas úteis para curar ou danificar. Por causa deste Caminho ser finamente alinhado com as idéias dos Verbena de aprender e participar com a Natureza, eles tendem a ser melhores nestes tipos de coisas que qualquer outra Tradição.

Matéria - O Caminho de Hera. Hera está encarregada de cuidar das mulheres casadas, e de providenciar uma casa que vai prover as necessidades de crianças de ter uma base material sólida. O telhado não deverá deixar a chuva entrar, as roupas têm que estar reparadas, e os homens com um lugar para manter os seus utensílios. Hera ensina ao Artífice estes segredos e mutos mais.

Mente - O Caminho de Thoth. Thoth era o escriturário dos Deuses e registrador de feitiços. Como tal, Ele pôde aprender muito sobre a operação da mente e como medir a bondade de uma pessoa além de outras coisas que elas mantém em segredo.

Primórdio - O Caminho de Gaia. Gaia compõe a tudo na Natureza. É o solo em baixo de nossos pés e o solo do qual a Mágika flui.

Espírito - O Caminho de Osiris. Osiris se tornou o juiz do mundo dos espírito depois de sua morte através de desmembramento. Ele tem muito para ensinar, mas da mesma maneira que ele conseguiu sua posição através de muito sacrifício, este é um dos caminho mais perigosos.

Tempo - O Caminho de Odin e Fates. Odin sacrificou seus olhos para ganhar visões do futuro. O Fates está sempre assombrando e tecendo o destino de tudo. Trabalhando em conjunto com eles, o Artífice aprenderá os seus poderes, e indubitavelmente em algum dia pagará o preço por isso.

Antecedentes

Arcanum - O Manto da Anciã. A Anciã às vezes emprestará o seu Manto para proteger o Artífice dos olhos curiosos de um mundo frio.

Avatar - O Ego Interno.Esta é outra parte do ego. Ela permanece assistindo e dizendo para gostar de toda e qualquer pequena parte da Natureza.Artífices que estão conectados mais de perto a eles por alguma razão tendem a ser mais íntimos da Natureza. É certo de que este Mistério permanece no coração das dúvidas para a Ascensão.

Destino - Destino, Ruína. Alguns rios são maiores que outros. Algumas tempestades são maiores que outras. Algum Artífices estão predestinados para algo mais do que outros.

Sonho - O Caldeirão de Ceridwen. Fazendo certos preparativos (normalmente envolvendo um caldeirão), o Artífice pode ganhar acesso ao Caldeirão da Inspiração e pode ganhar conhecimento e habilidades que antes não possuía.

Nodo - Santuário Sagrado, Lugar de Poder. Os Verbena tendem a preparar Santuários Sagrados com carvalhos como seus locais de poder, entretanto às vezes ele fazem apenas um jardim nestes tempos corrompidos. Os Verbenas também sabem que outras Tradições preparam outros lugares que têm poder. A própria Natureza às vezes designa um lugar como

local original: Anders Mage Page
nome original: desconhecido
autor(es): Billy Bishop
tradutor(es): Winter

 Navegação Rápida